Tony Goes

Previsões para 2019: um ano sabor pão com leite condensado

Novo governo, novos tempos e novas diretrizes para o showbiz

'O Sétimo Guardião' - Luz (Marina Ruy Barbosa) vê bola de cristal
'O Sétimo Guardião' - Luz (Marina Ruy Barbosa) vê bola de cristal - Reprodução/Globo
Tony Goes
São Paulo

Pelo nono ano consecutivo, chegou a hora da minha tradicional coluna de réveillon. Dessa vez resolvi inovar. Aproveitei que minha bola de cristal está no conserto, depois de ter sido jogada ao chão pelo gato León da novela “O Sétimo Guardião”, e alimentei com dados e algoritmos um programa de computador que promete previsões acuradas para o showbiz brasileiro em 2019.

Fiquei um pouco desapontado. A primeira profecia que a máquina me devolveu poderia ter sido feito por uma criança de dois anos: o próximo governo irá revogar a Lei Rouanet.

Como ninguém no primeiro escalão sabe direito o nome da legislação, também serão revogadas a lei Rouaney, a lei Roubaney, a lei Rodoanel e a lei Adnet. Por via das dúvidas, talkei? 

O resultado é que museus, orquestras e instituições culturais por todo o país deixarão de funcionar. Mas o que importa mesmo é que Pablo “Vital” não terá mais 5 milhões de dinheiro público à disposição, para distribuir mamadeiras com o bico em forma de pênis em seus shows. Acabou a mamata!

A Globo cancelará o programa “Amor & Sexo” de uma vez por todas. Mas o público não ficará, aham, na mão. Poderá ver a nova atração da Record, “Submissão & Obediência”, que ensina direitinho como a mulher deve servir ao homem. Epa, esse programa já existe: é o “The Love School”.

Na internet surgirá uma variação mais picante, voltada para os rapazes: “Sacanagem & Putaria”, com tema de abertura cantado por Eduardo Costa. Ali se debaterá se o estupro só acontece se a mulher for atacada por mais de 500 homens ao mesmo tempo. Abaixo disso, pode estar valendo.

Pequenas adaptações aos novos tempos terão que ser feitas por todo mundo. A próxima novela das 19h da Globo, por exemplo, mudará de nome: ao invés de “Verão 90”, se chamará “Versículo 8:32”. Com Regina Duarte no papel da mocinha.

O SBT fará um remake da novela “Amor e Revolução”, que se passava em 1964 – mas, dessa vez, os militares serão os bonzinhos. E a Band promoverá toda uma temporada do “MasterChef” focada em variações de uma única receita: pão com leite condensado. 

Pela primeira vez, a São Paulo Fashion Week será realizada no Templo de Salomão, apresentando as novas tendências para a maxissaia de jeans.

Mas haverá resistência. De seu exílio em Miami, a subversiva cantora Anitta finalmente lançará uma versão em português de seu hit “Paradinha”, gravado originalmente em espanhol. O novo single se chamará “Rachadinha”, e sua letra citará os parlamentares que embolsam parte do salário de seus assessores. O refrão é contagioso: "a rachadinha-ah-ah-ah-ah”.

Só que nada disso será percebido por boa parte do público. O povo brasileiro estará mais rico do que nunca, depois de descobrir que a maneira mais fácil de fazer dinheiro é comprando e vendendo carros.

E irá gastar sua nova fortuna não em cultura, mas em coisas que realmente importam, como tênis de grife e produtos anunciados pela Sylvia Design. 

Então é isso o que vem aí em 2019: muito dinheiro no bolso, e nada de Lei Rouanet. Ou Rodoanel. Quem sabe?

Tony Goes

Tony Goes tem 56 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.blogspot.com

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias