Tony Goes

O adeus de David Letterman e o futuro dos 'talk shows'

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Jay Leno foi o rei do fim da noite na TV americana durante mais de 20 anos. Seu "Tonight Show", exibido de segunda a sexta pela rede NBC, era quase sempre o campeão de audiência em seu horário. E no entanto, quando Leno se aposentou há pouco mais de dois anos, não houve choro nem vela.

O contrário aconteceu com David Letterman, cuja derradeira participação como apresentador do "Late Show" foi transmitida nos EUA nesta quarta (20) pela CBS. Apesar de raramente sair do 3o. lugar, Letterman foi festejado como o mais influente anfitrião de "talk show" das últimas décadas.

Veja quais foram os 6 brasileiros entrevistados por Letterman

Foi uma doce vingança. No começo dos anos 90, Letterman havia sido escolhido pelo lendário Johnny Carson para ser seu sucessor no comando do "Tonight Show". Mas a NBC acabou colocando Leno em seu lugar, depois de uma disputa que mobilizou a atenção da mídia.


Por isto mesmo, os programas atuais procuram mais repercutir na internet do que atingir um público enorme no momento em que são exibidos pelas TVs abertas. E isto vai mudar ainda mais quando o Netflix estrear o "talk show" de Chelsea Handler. Os episódios não terão duração fixa, nem prazo de validade muito curto. Poderão ser vistos de enfiada, dias após serem disponibilizados pelo serviço, sem perder a novidade.

E o Brasil com isto? Por aqui sempre existiram programas de entrevistas, de Hebe Camargo a Ronnie Von. Mas, no formato americano, sobraram rigorosamente dois: o combalido "Programa do Jô" (Globo) e o coxinha-em-pele-de-transado "The Noite com Danilo Gentili" (SBT), depois que o "Agora É Tarde" de Rafinha Bastos foi bruscamente cancelado pela Band em março.

Não faltam candidatos ao trono de Jô, que vem tendo problemas de saúde e apanhando no Ibope. Um "talk show" comandado por Marcelo Adnet chegou a entrar em desenvolvimento, mas seu futuro é incerto. Uma pena: também por aqui, está mais do que na hora de dar uma renovada no gênero.


Tony Goes

Tony Goes tem 60 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.com.br

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem