Tony Goes

Rosto de Renée Zellweger é o lado escuro da fama

Todo mundo acha que as estrelas de cinema levam uma vida maravilhosa. Ganham fortunas, viajam o mundo para promover seus filmes, ganham um monte de coisas de graça.

Tudo isto é verdade —mas não é toda a verdade. Existe um outro lado que raramente vem a público. Mas que deu as caras esta semana, estampado no rosto irreconhecível de Renée Zellweger.

A estrela de "Chicago" não está feia. Aliás, está muito bem para uma mulher de sua idade. OK, vai, a pele da testa parece um pouco esticada demais.

O problema é que ela não é mais a garota rechonchuda que encarnou Bridget Jones. Perdeu aquele viço, mas também, pudera: passou-se mais de uma década.

É visível que Renée está lutando para permanecer jovem. E é possível que tenha errado na dose de botox ou de sabe-se lá que tratamento revolucionário lhe foi proposto. Este é o tal do outro lado que eu citei acima: a luta insana para manter a beleza, porque a concorrência é cruel e o público é ainda pior.


Sim, o público. Nosotros. Já pensou o bafafá que estaríamos fazendo se Renée Zellweger tivesse aparecido enrugada? Não há crime maior que uma celebridade possa cometer do que envelhecer.

Aliás, nem é preciso ficar mais velha, haja vista a reação histérica dos internautas quando são publicadas fotos de atrizes sem maquiagem. Sentimo-nos algo entre ludibriados e aliviados: "olha, ela não é perfeita, ufa!".

A pressão é tão grande que algumas não aguentam. Abandonam a carreira e vão morar longe dos paparazzi, como Ana Paula Arósio. E ai delas se ousarem reaparecer alguns quilos mais gorda.

Porque esta batalha é quase impossível de ser vencida. Se for perceptível que a atriz passou pelo bisturi do cirurgião plástico, iremos criticá-la. Se aparentar a idade que de fato tem, iremos criticá-la ainda mais. Só perdoaremos as que se conservarem em formol.

Menos, né, gente? O tempo passa para todo mundo, e ninguém tem a obrigação de ser gostosa para sempre. Deixem Betty Faria ir à praia de biquíni, deixem Madonna perder o tônus muscular, deixem Renée Zellweger tentar.

Se ela errou, a culpa também é nossa.

Tony Goes

Tony Goes tem 60 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.com.br

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias