Tony Goes

Uma das maiores vilãs da TV, Carminha não era de todo má

R.I.P., Carminha.

Carmen Lúcia Moreira de Sousa Araújo "Tufão", dita Carminha, faleceu hoje, 19 de outubro de 2012, por volta das 22 horas, no Rio de Janeiro. Deixa ex-marido, dois filhos e uma enteada.

Ao longo da última década, a senhora Carmen Lúcia foi uma das figuras mais destacadas do bairro do Divino, na zona norte carioca. Benemérita das obras da igreja do Padre Solano, patronesse do Divino Futebol Clube e forte incentivadora das aulas de charme de sua filha Ágata, Carminha marcou com sua generosidade a todos que tiveram o privilégio de conviver com ela.

Foi mãe prestimosa, esposa dedicada, conselheira sábia e pilar da sociedade divinense. Em meio a tantas obras de caridade, ainda encontrava tempo para cuidar do visual impecável.

Seu estilo inconfundível, sempre de branco com acessórios dourados, foi muito imitado e jamais igualado. Curiosamente, seus longos cabelos louros não eram cuidados pelas profissionais do salão de beleza Monalisa, o maior do bairro.

A causa da morte ainda não foi determinada. Carminha, que gozou de perfeita saúde por muito tempo, começou a apresentar sinais de instabilidade emocional há alguns meses. Chegou a se atirar da janela de sua mansão, numa possível tentativa de suicídio.

Foi internada, fugiu da clínica, passou uma temporada em seu sítio e viveu seus últimos dias num quartinho alugado. Mas seus momentos de desequilíbrio não conseguiram empanar o brilho fulgurante de sua passagem pelos nossos corações.


O choque de seu desaparecimento é tão grande que muita gente se recusa a acreditar que seja verdade. Assim como aconteceu com Elvis Presley e Michael Jackson, já circulam boatos de que Carminha não teria morrido de verdade.

Dizem que ela fugiu num jatinho para a Itália, ao lado de um sujeito que seria seu pai. Também teria sido vista no lixão, usando casaco de manga comprida e touca de lã - um figurino totalmente impróprio para o calor infernal que faz por lá.

Outra hipótese aventada é que ela teria se tornado advogada de alguns dos réus do julgamento do mensalão, tendo inclusive convencido alguns juízes do STF a mudar os votos em favor de seus clientes. Seu poder de argumentação sempre foi lendário.

Mas a pista mais certeira de seu paradeiro aponta para o bairro do Engenho de Dentro, também na zona norte do Rio. É ali que ela teria uma pet shop renomada na vizinhança, pelo jeito dócil e obediente com que os cães retornam do banho e tosa.

Seja lá como for, Carminha sai da tela e entra para a história da televisão. Foi uma das vilãs mais marcantes de todos os tempos. E crível, porque não era totalmente má: seus raros momentos de ternura deixavam-na mais parecida com uma pessoa de carne e osso do que com uma caricatura.

Vai com Deus, Carminha. Você não será esquecida. Além do mais porque o mundo está cheio dos seus clones, que sorriem para a gente enquanto tentam nos esfaquear pelas costas.

Tony Goes

Tony Goes tem 60 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.com.br

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias