Publicidade

Edir Macedo 'chuta' Valdemiro Santiago da TV aberta

23/05/2014 - 06h40

Publicidade

O apóstolo Valdemiro Santiago e sua Igreja Mundial nunca sofreram tanto como em 2014. Dois anos atrás, o religioso ocupava mais de 1.200 horas de programação na TV aberta brasileira todos os meses.

Ele e seus pastores pregavam 22 horas por dia no canal 21 (UHF), outras 6 horas diárias na CNT (UHF), 4 horas na Band, 6 horas na RedeTV! e outras 3 horas na Gazeta.

Luciana Gimenez fica brava quando chamam Mick Jagger de pé-frio
Produtora vai poder captar R$ 5 milhões para série com Maria Casadevall
Mudança no perfil de personagem faz Laerte perder prima em 'Em Família'

HISTÓRIA VITORIOSA ATÉ QUE...

A Mundial tirava fiéis de outras igrejas, Valdemiro insuflava a plateia e criticava Edir Macedo; passou a comprar rádios e outros veículos no interior do Brasil e no mundo inteiro; adquiriu propriedades, fazendas; abriu templos quase que diariamente em algum ponto do país. Negociou até a compra de um canal de TV fechado nos EUA. Gabola, se sentindo extremamente poderoso, o autointitulado apóstolo "profetizou" então que em dois anos sua igreja seria maior que a Universal. Esse foi seu maior erro...

OPS...

Foi justamente aí que Valdemiro pisou no calo de Edir Macedo. Não devia ter feito isso e provavelmente se arrepende até hoje. O líder da Universal decidiu aceitar o desafio e partiu para o contra-ataque. E que contra-ataque. O calvário de Valdemiro começou com aquela reportagem feita pelo "Domingo Espetacular", da TV Record, que o acusou de enriquecimento ilícito e desvio de recursos da igreja em benefício próprio, em 2012. Investigado por todos os lados, a situação de Valdemiro fugiu do controle. Ele teve de fazer acordos, vender fazendas, imóveis, cancelar contratos de locação de horários de TVs, vendeu rádios, perdeu fiéis, desistiu de outros negócios. E praticamente sumiu da TV...

Helio Hilariao/Folhapress
O "apostolo" Valdomiro Santiago, da Igreja Mundial, prega durante culto na praça Campo de Bagatelle, em São Paulo
O "apostolo" Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial, prega durante culto na praça Campo de Bagatelle, em São Paulo

DOIS ANOS LEVANDO CABONGADA

Das mais de 1.200 horas por mês na TV aberta dois anos atrás, hoje a Igreja Mundial tem cerca de 60 horas/mês. São pouco mais de duas horas semanais na RedeTV!. E provavelmente o pregador vai perder também isso. Dias atrás, como quem não quer nada, a RedeTV! anunciou a contratação de seu novo executivo, Alexandre Raposo, que vem a ser ex-presidente da Record e fiel da Igreja Universal (ele pode até negar, mas é). Acontece que quando chegar o vencimento do contrato de Valdemiro com a RedeTV!, essas duas horinhas e pouco por semana também devem ir para o beleléu. Por beleléu leia-se Igreja Universal.

DERROCADA

Valdemiro diz para quem quiser ouvir que ainda não se dá por vencido. Mas não fala mais nada publicamente contra Edir Macedo. Provavelmente nunca mais vai atacá-lo na mídia, depois das violadas que levou. O apóstolo ainda tem aparecido constantemente em programas do SBT e da RedeTV!. Já foi convidado de Ratinho, de Luciana Gimenez e até de Silvio Santos. Carismático, boa-praça, ainda levanta o ibope das emissoras quando está no ar. Mas os negócios nunca foram tão mal e há poucas perspectivas de melhora em curto e médio prazos. Quanto mais é expulso da TV aberta, mais mínguam as doações, menos dinheiro entra na igreja e menos a Mundial pode se expandir. Aliás, pelo contrário: nos últimos meses vários templos "deficitários" estão sendo sistematicamente fechados por falta de dinheiro. Embora ainda poderosa, a Mundial está encolhendo.

EU TE DISSE! EU TE DISSE!

Os leitores mais queridos e assíduos devem lembrar que no começo do mês esta coluna informou que as TVs, em especial a Globo, estavam sofrendo ultimamente com uma "onda" de ciúmes e invejas entre produções das próprias emissoras. Não lembram? Aqui está o link para refrescar a memória. Pois bem, três das principais estrelas da Globo já estão sofrendo na pele a inveja alheia: Marcelo Adnet, Fernanda Lima e Zeca Camargo.

MAS EU DISSE MESMO, NÃO DISSE? DISSE!

Em todos os casos, a arma usada pelos invejosos tem sido a mesma: mandam alguém de confiança divulgar para colunistas e repórteres que Adnet teria sido advertido pela direção da Globo, que não teria aprovado algum quadro do "Tá no Ar", ou que foi "tesourado" por algum medalhão da casa. Ou então que Fernanda Lima estaria tendo chiliques e ataques de estrelismo, e que teria ameaçado abandonar seu programa por estar descontente com a produção, figurino e até o sabor da geleia servida no camarim. Nesses dois casos, ambos inventados, é bom saber, a fonte das "informações" está nos corredores da própria Globo.

INIMIGO ÍNTIMO

Outro global que vem sofrendo literalmente uma sabotagem midiática é Zeca Camargo. Embora o "Video Show" realmente não esteja indo bem em audiência, todos os casos internos na produção do programa são reverberados para fora de um jeito distorcido e muitas vezes ampliado, de forma a sempre prejudicar Zeca. Convenhamos, não é ele o problema. É o esgotamento de conteúdo e o formato da atração, que, segundo a lenda, foi idealizado no chamado pleistoceno (algo entre 1,8 milhão e 11 mil anos atrás).

AAAAAAAAAAAAAH!

"Uma deusa com asas flutuando (...), o corpo suado, esguio, os músculos definidos..." Lendo de forma desatenta, isso até parece uma descrição modesta da Scarlett Johansson. Mas o que Scarlett estaria fazendo na sinopse preparada pela Record para a novela "Vitória", que substituirá "Pecado Mortal"? A resposta vem a galope: trata-se apenas da descrição da égua Vitória, personagem central da trama escrita por Cristianne Fridman. A novela terá blogueiro, paraplégico, negros e a volta do excelente ator Heitor Martinez —que não é bombado e promete não ficar o tempo todo sem camisa, como os mocinhos, vilões e até figurantes de "Pecado Mortal" (leia mais abaixo).

AAAAAAAAAAAAAH?

Quase ninguém sabe, mas, para o papel da joqueta e apaixonada por cavalos Diana, a Record tentou de todas as formas contratar Ana Paula Arósio, ex-Globo. Ana hoje vive uma vida solitária (e nababesca) em uma fazenda com haras. A atriz foi irredutível, porém. Mesmo se tratando de uma trama em que conviveria com sua grande paixão —os focinhudos mamíferos perissodáctilos—, ela preferiu seguir isolada. O papel será interpretado pela bela Thaís Melchior.

AMOR MANIPULÁVEL

O que mais irrita nessas propagandas de refrigerante em que todo mundo é feliz e vive saltando pelas ruas sem o menor motivo (talvez efeito do excesso de ácido carbônico no intestino) é que o mesmíssimo refrigerante está fazendo a mesmíssima propaganda em todos os países que participarão da Copa. Ou seja, essas declarações de amor pelo Brasil, a blablablá paixão pelos brasileiros, veneração blablá pela seleção não passam de maaaaaais uma cascata publicitária. O refrigerante ama o mundo todo. Tem pelo menos outras 31 amantes, além do Brasil. É isso aí.

PAUSA PARA UMA CITAÇÃO

"No dia em que até os medíocres e os mais ignorantes começarem a elogiar seu trabalho, é hora de se preocupar" (Augusto de Campos para Nelson Motta, em "Noites Tropicais").

O RANKING DE RÁDIOS EM SÃO PAULO

Após anos de hegemonia em FM, finalmente a rádio Transcontinental perdeu a liderança. Dados exclusivos obtidos por esta prestigiosa, supimpa, assaz interessante e sobretudo modesta coluna mostram que a Nativa FM é a nova primeirona. Entre as AMs a Globo continua líder isolada, com quase o dobro de audiência da segunda colocada, a Capital. Tá bom, tá bom, eu mostro as dez mais FM e AM, mas não espalhem:

FM NA GRANDE SÃO PAULO

1º Nativa
2º Transcontinental
3º Band FM
4º Top FM
5º Gazeta FM
6º Alpha FM
7º Rádio Mix
8º 105 FM
9º Rádio Vida
10º Metropolitana

AM NA GRANDE SÃO PAULO

1º Globo
2º Capital
3º Bandeirantes
4º Jovem Pan
5º Record
6º Rádio 9 de Julho
7º CBN (Globo)
8º Iguatemi
9º Imaculada Conceição
10º Nacional Gospel

*

SOOOOOOOOOOOOBE

Café com Jornal, na Band

Muito bacana e agradável o jornalístico matinal da Band, comandado pelo simpático e competente âncora Luiz Megale e a, vamos ver que adjetivo é melhor usar... a estonteante Aline Midlej. Muita informação, texto enxutinho, muito serviço, dados sobre clima, trânsito... Até o nome é realmente feliz já que parece mesmo com um jornal lido pela manhã. Não está dando muito ibope, mas é bom lembrar que o horário de exibição é só para os destemidos. Só de pensar já me dá sono. Mas pelo menos ver a Aline já esbugalha os olhos. Owwnnnnn! .

DEEEEEEEEEEEESCE

Pecado Mortal, da Record

É uma pena que uma novela que tinha tudo para decolar tenha morrido na praia. O maior responsável pelo fiasco? Muitos fatores, mas o maior, provavelmente, foi o NÃO figurino, que teimou em exibir o tempo todo atores parecidos como o boneco Ken (ex-namorado da Barbie) e o tempo todo de torso à mostra. A aparição de atores "descamisados" foi tanta e tão repetitiva que o telespectador muitas vezes achava que já tinha visto a mesma cena no dia anterior ou até minutos atrás. Uma apelação absolutamente injustificável para um produto da dramaturgia, e que certamente afastou muitos telespectadores. Quem quer ver homem bombado e peludo vai logo de uma vez ao "Clube das Mulheres", saco.

Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin, 51, é colunista do "F5", site de entretenimento da Folha, e também colunista do UOL, onde apresenta o programa "Ooops!" às terças. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros.

  • Últimas notícias 
  •  

Publicidade

Publicidade

gostou? leia também

  •  

Publicidade

Siga agora o F5 no Twitter

Livraria da Folha