Renato Kramer

"Fantástico" inova e se renova

Afora as matérias mais densas e sérias, como o acompanhamento do estado de saúde do ex-presidente Lula e a denúncia da 'máfia das vans' do Rio de Janeiro, o "Fantástico" (Rede Globo) deste domingo apresentou novos quadros que deram um 'novo fôlego' ao programa.

"A História do Amor", de Guel Arraes e Jorge Furtado, tem a função, como o próprio título já diz, de contar a história do amor através dos tempos. Daniel de Oliveira e Leandra Leal são os protagonistas dos episódios que vão mostrar casais diversos: desde Adão e Eva, passando por Romeu e Julieta, até os nossos dias.

A escolha dos atores não poderia ter sido mais acertada. Ambos talentosos, versáteis e, além de tudo, têm uma grande 'química' ao contracenarem. O quadro estreou neste domingo, com graça e agilidade, dando desde já oportunidade deles mostrarem a que vieram.

Outra estreia deste domingo foi "Na Pior das Hipóteses", com o comediante Fábio Porchat. Ele viveu um indivíduo que, logo após saltar do avião, percebe que o seu paraquedas não está funcionando. Enquanto cai em queda livre, o narrador vai conjeturando o que poderá acontecer com ele, na 'pior das hipóteses'. Dirigido pelo experiente Cláudio Manoel, Fábio --que já mostrara sua veia cômica em diversas participações em humorísticos da emissora, soube muito bem aproveitar a riqueza de sua expressão facial e o seu perfeito tempo de comédia.

Houve também uma rápida prévia da nova série do Dr. Drauzio Varella: "Brasil Sem Cigarro" --que pretende ajudar muitos brasileiros a parar definitivamente de fumar. As dicas serão para todos. No programa, Varella acompanhará a vida de três fumantes específicos, que estão tentando abandonar o vício.

Uma grande surpresa surgiu num antigo quadro do programa, "Repórter Por Um Dia": Jô Soares. Direto da Confeitaria Colombo, no Rio, aproveitando o lançamento do seu novo romance, o apresentador fez uma rápida retrospectiva dos 'anos dourados' da Cidade Maravilhosa.

Em "As Esganadas" (Companhia das Letras), o assassino só mata 'gordas', e o início da história traz exatamente uma delas saindo da Confeitaria Colombo. Jô terminou a matéria para o "Fantástico" no Jockey Clube do Rio de Janeiro --onde também termina o seu romance. Para descobrir algo mais, só lendo o livro, comentou o comediante deixando um 'beijo do gordo'.

Patrícia Poeta e Zeca Camargo, cada vez mais entrosados, têm o domínio da apresentação do programa, e o fazem com competência e simpatia. Tadeu Schmidt traz as notícias do esporte e conta a história das "Neymarzetes" (meninas 'loucas' pelo jogador Neymar) com o carisma e o seu charme habitual.

Ainda teve o 'Seu Francisco'chorando pela anunciada, logo depois desmentida, separação dos seus filhos Zezé di Camargo e Luciano. A faxineira grávida que caiu do décimo andar de um prédio em Florianópolis e não quebrou uma perna sequer-- "podemos mesmo falar em milagre", confidenciaria o médico que a atendeu. E ainda, sem dúvida outro 'milagre', a história de um maratonista de 100 anos de idade!

Outra atração especial da noite foi o convite inusitado a Lucas, um jovem advogado, e à Maria Betânia-- a "mulher rapadura", vendedora em um quiosque na praia de Copacabana. Eles aceitaram o desafio e foram parar no "Quintal do Pagodinho", no sítio onde o cantor gravava um novo DVD com o mesmo nome. Com direito a uma farta feijoada, os convidados instantâneos acabaram conhecendo Martinho da Vila, Seu Jorge, Beth Carvalho, Sandra de Sá, Monarco da Portela e Dudu Nobre-- entre tantos outros. Lucas ficou visivelmente emocionado ao abraçar o seu ídolo Jorge Ben Jor. Maria Betânia confessou que levaria o humorista Hubert (Casseta & Planeta) para casa 'sem dó nem piedade'. "Ai, como eu tô bandida", concluiu a Mulher Rapadura, imitando a Valéria (Rodrigo Sant'Anna) do "Zorra Total".

Renato Kramer

Natural de Porto Alegre, Renato Kramer formou-se em Estudos Sociais pela PUC/RS. Começou a fazer teatro ainda no sul. Em São Paulo, formou-se como ator na Escola de Arte Dramática (USP). Escreveu, dirigiu e atuou em diversos espetáculos teatrais. Já assinou a coluna "Antena", na "Contigo!", e fez críticas teatrais para o "Jornal da Tarde" e para a rádio Eldorado AM. Na Folha, colaborou com a "Ilustrada" antes de se tornar colunista do site "F5"

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem