Renato Kramer

'Rafinha, que em 2015 você dobre sua audiência e chegue a um ponto', deseja Danilo Gentili

No "Okay, Pessoal!" (SBT) da última sexta-feira (26), Otávio Mesquita flagrou os bastidores da gravação do especial de fim de ano do "The Noite" de Danilo Gentili.

Com seu "jeitinho especial de ser", Mesquita entrevista rapidamente o time de jornalistas do SBT: Joseval Peixoto, Rachel Sheherazade, Karyn Bravo, Hermano Henning. "Vocês dois são privilegiados", afirma Otávio para Joseval e Hermano, "ao lado das melhores jornalistas desse país!".

"Só que falamos mentira", declara Joseval, "dissemos que queremos dar notícia boa. Mas pra jornalista, notícia boa é notícia ruim!". Todos riem. Para Karyn e Hermano, Otávio agradece a audiência que eles passam para o seu programa. "É uma honra", diz Henning. "A gente tem o maior prazer de chamar o "Okay, Pessoal" do Otávio Mesquita e agora vou incluir a Tábata (personagem de Mesquita), porque ela está fazendo um grande sucesso!", diz Karyn.

"É ao vivo o jornal (do SBT), não é?", observa o apresentador. "É ao vivo", responde Karyn, "a gente fica firme e forte das 20h até 3h, 3h30 da manhã – depende do dia!". "E que horas vocês namoram?", pergunta Otávio com seu jeito gaiato. "A gente não namora", responde Hermano Henning com o seu ar formal, "e não dorme!", acrescenta.

Para Neila Medeiros ("Notícias da Manhã"), Mesquita questiona sobre essa quantidade de telejornais que foram surgindo antes quase do dia clarear. "As pesquisas indicam que as pessoas acordam cedo assim?", pergunta o apresentador. "Olha, não é só a gente que acorda, não! Tem uma turma que sai para trabalhar de madrugada, tem uma turma que está chegando, tem a turma da insônia – então a movimentação na madrugada é grande", assegura Neila.

Otávio então surpreende Danilo Gentili em seu camarim. "Eu sempre enchi o teu saco que nunca tinha te visto com uma mulher", declara o apresentador. "Mas quando eu te vi na 'Eliana' com a tua namorada – que gata, meu!". "É trans, né?", retruca Danilo. "Hoje é uma bonita mulher, cinco anos atrás era um rapaz apessoado", brinca Gentili. "Foi bom, né?", cutuca Mesquita. "Sim, com operação e tudo – paguei, né? Levei ela pra Tailândia", acrescenta Danilo.


"2014 foi um ano abençoado para nós dois, não? Você veio pra cá (SBT), eu vim junto", comenta Otávio. "E nesse tempo todo, fazendo uma análise da tua vida, desde a época em que você fazia 'stand up' quando a gente se conheceu, quem é o Danilo hoje?", questiona o apresentador. "Cara, sou eu!", retruca o humorista.

Depois complementa: "Eu não tenho problema nenhum de falar que sou cristão, então eu considero que foi um ano abençoado. Trabalhei bastante, óbvio – trabalhamos, porque eu não faço sozinho o negócio, todo o mundo que está aqui trabalhou duro. Mas, se você trabalhar duro e não for abençoado também, você trabalha em vão, então acho que as duas coisas aconteceram e eu estou muito feliz por isso", concluiu Gentili.

Danilo conta para Mesquita que vai viajar de féria para a Austrália, com o colega Léo Lins e suas respectivas namoradas. "Por que Austrália?", quis saber Otávio. "A gente quer emoção, a gente vai na Austrália, vai todo o dia numa cafeteria ver o que acontece – vai que acontece uma emoção, um sequestro!", ironiza Gentili.

"Eu quero aproveitar a oportunidade, o Rafinha Bastos deve estar assistindo a gente, queria que você mandasse um Feliz Ano Novo para ele", sugere o apresentador. "Feliz Ano Novo pra você, Rafinha! Que dobre a sua audiência o ano que vem e você chegue a um ponto (no Ibope)!". "Sacanagem!", comenta Otávio. "Que filha da mãe! Vão dizer que foi piada montada!".

"Eu queria dizer para vocês que nada vem de graça. Esse cara trabalha muito, tem um coração enorme", declara Mesquita. E virando-se para Gentili: "Você merece tudo o que tem, pela tua história...",e a assistente de palco de Danilo passa na frente da câmera em meio à entrevista por duas vezes. Na segunda Otávio solta: "Eu vou dar uma porrada nessa mulher!". E vai atrás dela brincando com o microfone. "Okay, Pessoal!": ame-o ou deixe-o.

Renato Kramer

Natural de Porto Alegre, Renato Kramer formou-se em Estudos Sociais pela PUC/RS. Começou a fazer teatro ainda no sul. Em São Paulo, formou-se como ator na Escola de Arte Dramática (USP). Escreveu, dirigiu e atuou em diversos espetáculos teatrais. Já assinou a coluna "Antena", na "Contigo!", e fez críticas teatrais para o "Jornal da Tarde" e para a rádio Eldorado AM. Na Folha, colaborou com a "Ilustrada" antes de se tornar colunista do site "F5"

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias