Renato Kramer

Parabéns pela generosidade, Xuxa

A apresentadora Xuxa Meneghel deu um longo e comovente depoimento no 'Fantástico' (Rede Globo) deste domingo. E aproveitou para declarar mais uma vez o seu amor pelos 'baixinhos'.

Em entrevista ao "Fantástico", Xuxa diz ter sofrido abuso sexual
Com entrevista de Xuxa, "Fantástico" bate recorde de audiência
Após entrevista, Xuxa diz que não quer mais falar sobre abuso
Xuxa diz que já foi pedida em casamento por Michael Jackson

Entre as declarações da apresentadora, o que mais causou estardalhaço, é claro, foi a revelação de que fora abusada sexualmente quando criança. E explicou com dificuldade, mas muita clareza, as sequelas profundas e permanentes desse lamentável acontecimento em sua vida.

"A gente sente vergonha, a gente não quer falar sobre isso... a gente acha que a gente é culpada!", confidenciou Xuxa. E por conhecer tão de perto os malefícios dessa questão é que a "Rainha dos Baixinhos" abraçou com muito amor e carinho a causa de crianças que sofrem abuso. "Eu vivi isso, eu fui abusada... eu sei o que a criança sente!", disse a apresentadora com voz embargada.

"Essas coisas que eu vivi, que eu não gostei, parece que eu vi um filme... parece que eu não vivi. Então eu deixo só as coisas boas que eu vivi, que são muitas!", equaciona Xuxa da melhor forma possível as suas experiências ao longo dos seus 49 anos.

Gaúcha de Santa Rosa, ela e a família já moravam no subúrbio do Rio quando aos quinze anos foi convidada a ser modelo por um funcionário de Editora Bloch que viajava no mesmo trem. "Eu tenho orgulho de dizer que sou suburbana!", confessa Xuxa.

A irmã não gostou de ela ter dado trela para o rapaz, mas Xuxa respondeu-lhe na hora sobre o convite para ser modelo: "Não, eu não sou bonita... eu não sou fotogênica!". O rapaz não lhe deu ouvidos e seguiu-a até a sua casa, onde entrou em detalhes, conversou com a mãe de Xuxa e convenceu-a a tentar a carreira. Deu certo. "Com 16, 17 anos eu já sustentava a minha família!", conta a lourinha.

Foi quando pintou a capa de uma revista onde estariam quatro mulheres com o "Rei do Futebol", Pelé. Uma ruiva, uma negra, uma morena (Luiza Brunet) e uma loura (Xuxa). "Na verdade ele (Pelé) gostou mais da Luiza, mas ela era casada!", conta Xuxa. Semanas depois, ela e Pelé começariam um namoro que duraria seis anos.

Mas a sua 'alma gêmea' seria o campeão Ayrton Senna. Ela o viu numa capa de revista, leu sobre ele e ficou encantada. Uma semana depois, Ayrton a procurava para conhecê-la. Xuxa não se fez de rogada. "Foi um negócio muito doido... sabe quando as coisas se encaixam? A única pessoa que eu realmente pensei em casar foi ele!", confessa a apresentadora.

Das revistas para a televisão, bastou o olho clínico do diretor Maurício Shermann bater nas fotos da modelo. "Você tem uma coisa de Peter Pan, uma coisa de Marilyn Monroe e o sorriso de Doris Day... você quer fazer televisão?". Pronto, teve início uma das carreiras mais marcantes e longevas da televisão brasileira.

"Tá na hora, tá na hora.... tá na hora de brincar, pula, pula, bole, bole...se embolando sem parar!"(Ilariê - Cid Guerreiro). Quem disser que não achava uma graça aquela 'boneca lourinha' descendo da nave espacial com duas 'chuquinhas' na cabeça, os olhos muito azuis e a boquinha vermelha, mini-vestidos e botas de cano muito longo entrando pela telinha lares adentro logo cedo pela manhã, não deve ser uma pessoa muito bem humorada.

Parabéns, Xuxa! Passar por tudo o que você passou, tornar-se a empresária do porte que você se tornou e ainda olhar para trás e ter a generosidade de querer evitar que outros venham a sofrer o mal que você sofreu é digno de uma grande mulher. Parabéns.

Renato Kramer

Natural de Porto Alegre, Renato Kramer formou-se em Estudos Sociais pela PUC/RS. Começou a fazer teatro ainda no sul. Em São Paulo, formou-se como ator na Escola de Arte Dramática (USP). Escreveu, dirigiu e atuou em diversos espetáculos teatrais. Já assinou a coluna "Antena", na "Contigo!", e fez críticas teatrais para o "Jornal da Tarde" e para a rádio Eldorado AM. Na Folha, colaborou com a "Ilustrada" antes de se tornar colunista do site "F5"

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias