Zapping - Cristina Padiglione

Elenco em recesso nas novelas da Globo tem salário menor durante a quarentena

Norma vale pelas regras contratuais combinadas na ausência de expediente

Raul (Murilo Benício) pede Vitória (Taís Araujo) em casamento. em "Amor de Mãe" - Victor Pollak/Globo

Atores das novelas em recesso por causa da quarentena estão recebendo de 40% a 50% dos salários que recebiam enquanto estavam no ar. Isso é regra nos contratos da Globo: o elenco fixo, que tem acordo por longa temporada e não só por obra, recebe cerca de 60% a mais quando está dando expediente.

Com a suspensão das gravações, a Globo aplicou essa regra a todos —tanto os contratados por temporada como os contratados só para a novela em vigência —muitos terão de fazer um adendo para esticar o prazo do acordo, já que as produções vão demorar mais a acabar.

A Globo não nega as reduções de praxe para atores em recesso e informa que não houve mudança nos contratos.

BOSSA NOVA

Nesse momento de tantas reprises, chega como frescor a 2ª temporada da série brasileira “Coisa Mais Linda”, a partir de 19 de junho pela Netflix, com Pathy Dejesus, Maria Casadevall, Mel Lisboa e Larissa Nunes. Em seis episódios, o título resgata o final dos anos 1950 no Rio.

Cena da 2ª temporada de 'Coisa Mais Linda'
Cena da 2ª temporada de 'Coisa Mais Linda' - Netflix

INFANTIL

Com destaque para os acessos no México, na Colômbia e no Peru, o site da Galinha Pintadinha em espanhol atingiu a marca de 10 milhões de inscritos. Da mesma franquia, o vídeo do Pollito Amarillito, personagem bastante popular na América Latina, ultrapassou 1 bilhão de visualizações.

FRENTE

O SBT tem pressa em retomar seus programas, com exceção da novela: “As Aventuras de Poliana” tem estoque para cenas inéditas pelo menos até julho, de modo que a emissora não precisou, ainda, recorrer a qualquer reprise. Além disso, o elenco infantil pede cuidados extras da direção da casa.

ÓCIO

Sem poder ocupar seu tempo com a gravação de seus programas, Silvio Santos tem preenchido a agenda com decisões que implicam mudanças diárias na programação do SBT, como trocar horários e interferências no jornalismo, área onde ele sempre procurou não se intrometer muito. O clima é tenso.

Neste sábado (23), o patrão mandou suspender o SBT Brasil, só para poupar o presidente Jair Bolsonaro da repercussão negativa sobre o vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, cuja divulgação foi autorizada pelo ministro do STF Celso de Mello.

O material é parte das evidências apontadas pelo ex-ministro Sergio Moro de que Bolsonaro queria intervir na Polícia Federal para proteger seus familiares de eventuais investigações.

AUDIÊNCIA

9,3 pontos
teve o Jornal da Record na quarta-feira (20) na Grande São Paulo

32,9 pontos
marcou o Jornal Nacional na quarta (20), pela Globo, em São Paulo

A BOA DO DIA

Domingão resgata cenas memoráveis de Jair Rodrigues e Beth Carvalho
Domingão do Faustão: às 18h, na Globo

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem