Cinema e Séries

Documentário narra história de judia jogada do trem pela mãe para fugir da guerra

Neto dirigiu filme sobre Tsecha Szpiegel que teve vida feliz até os 88

Tsecha Szpigel
Documentário "Tsé" conta a história de Tsecha Szpigel, polonesa judia que foi jogada de um trem para fugir dos nazistas - Divulgação
São Paulo

Estreia nesta quinta-feira (12), o documentário "Tsé" em que o diretor estreante Fabio Kow conta a história de sua avó, a polonesa judia Tsecha Szpiegel.  

Ele captou a história da própria avó, que viveu até os 88 anos e de seus filhos e netos. Tsé conseguiu fugir quando a sua mãe a jogou do trem que estava a caminho de um campo de extermínio em Sobibor, na Polonia com apenas 14 anos.

Ela andou dias sozinha por um campo de trigo, enquanto só pensava que queria viver e fez de tudo para reinventar a sua vida. "Queria viver, tudo que inventei, deu certo. 

Além da parte triste, Kow relata a relação da avó com o Brasil e o amor por seu companheiro Natan. 

O filme, premiado pelo festival americano Doc Without Borders Film Festival, estará em cartaz em cinemas de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador, Palmas, Curitiba e Porto Alegre.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem