Cinema e Séries

Relíquias do Titanic são vendidas por R$ 73 milhões

Coleção reúne 5.500 peças que estavam no famoso transatlântico

Cartão postal do Titanic que está entre as peças vendidas
Cartão postal do Titanic que está entre as peças vendidas - Michael Crabtree/Bloomberg News
 
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Uma empresa vai vender a sua coleção de relíquias do transatlântico Titanic a um fundo de investimentos. A transação vai custar US$ 19,5 milhões (cerca de R$ 73 milhões).

A oferta vale para toda a coleção, que reúne 5.500 peças adquiridas de sobreviventes do navio, que afundou em 1912, ou que foram recuperadas dos destroços.

Uma unidade da empresa dona das raridades, Premier Exhibitions, passa por problemas financeiros e a venda busca ajudar nessa recuperação.

A operação ainda precisa passar pela aprovação de um juiz de falências da Flórida, nos Estados Unidos, que vai decidir sobre o caso na próxima quinta (18). Outro juiz, responsável por supervisionar tudo o que é relacionado ao Titanic, também deve autorizar a venda.

Tragédia

Construído em Belfast, na Irlanda do Norte, o RMS Titanic foi projetado para ser o navio mais luxuoso e seguro da época. Sua primeira viagem foi entre Southampton, na Inglaterra, para Nova York, nos Estados Unidos, e não chegou a ser completada. Na madrugada de 14 de abril de 1912, o transatlântico bateu em um iceberg e naufragou. Cerca de 1.500 pessoas morreram e 700 conseguiram sobreviver.

Sua história ficou famosa desde então, e ganhou força em 1997, quando foi lançado o filme "Titanic". Com direção de James Cameron, teve como protagonistas os atores Leonardo DiCaprio e Kate Winslet.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem