Celebridades

Whoopi Goldberg faz parceria com grupo ambientalista em filme sobre mudança climática

'Gigantic Change' foi lançado nesta sexta (5) no Dia Mundial do Meio Ambiente

A atriz Whoopi Goldberg
A atriz Whoopi Goldberg - Lucas Jackson-26.jun.2019/Reuters
Martyn Herman
Londres

A atriz norte-americana Whoopi Goldberg, 64, emprestou sua voz para uma animação do grupo Rebelião contra a Extinção que ressalta o estado precário do meio ambiente no planeta. O filme de três minutos, intitulado "Gigantic Change", foi lançado nesta sexta-feira (5) para coincidir com o Dia Mundial do Meio Ambiente.

Ambientando em 2050, mostra uma menina pedindo à avó, dublada por Goldberg, que leia uma história de dormir "alegre". Depois que a avó narra a história de um planeta sombrio à beira da catástrofe ambiental em 2020, a menina conclui a história direcionando a narrativa para outra direção, em que o mundo se uniu para enfrentar a mudança climática e proteger a natureza.

Embora o final seja deliberadamente ambíguo, o filme tem uma mensagem de esperança. O ano de 2050 é significativo por ser aquele em que muitas nações se comprometeram a zerar a emissão de carbono. A animação foi criada pelo Passion Pictures, o estúdio de Londres por trás do comercial Rang-tan da rede de supermercados britânica Iceland que destaca a ameaça da indústria de azeite de dendê para os orangotangos.

Agora que o mundo emerge lentamente do isolamento adotado em reação à pandemia de coronavírus, o grupo de ação climática Rebelião contra a Extinção está enfatizando a mensagem de que os precisam aproveitar a oportunidade de criar um futuro mais verde.

O filme termina com uma legenda que diz que, a menos que a raça humana mude de rumo, até o ano 2050 1 bilhão de pessoas serão deslocadas e metade das espécies terá se extinguido. Indagado sobre o envolvimento de Goldberg, artista vencedora do Oscar, o codiretor George Lewin disse: "Pensamos que sua voz emblemática traria um sentimento perfeito de grandiosidade à apresentação. Além disso, ela é explícita sobre os temas ambientais e tinha o potencial de inspirar seus seguidores a agirem".

Reuters
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem