Celebridades

Sem emprego ou amigos próximos em LA, príncipe Harry está 'meio sem rumo'

'Harry está sentindo falta de ter uma estrutura de vida', diz fonte próxima ao príncipe

Princípe Harry e Meghan Markle no Kensington Palace - Daniel Leal-Olivas / AFP
São Paulo

Há pouco mais de um mês, o príncipe Harry e Meghan Markle se mudaram para a Califórnia para fugir das restrições e obrigatoriedades da realeza. A mudança, no entanto, não tem sido tão positiva. Uma fonte próxima ao príncipe afirmou à Fox News que a vida do casal nos EUA carece de estrutura.

Na época do anúncio da mudança, o casal prometeu ganhar seu próprio sustento e dividir seu tempo entre a Inglaterra e as terras norte-americanas. Desde então, notícias têm surgido sobre a solidão de Harry em Los Angeles, onde ele e Meghan moram, dentro de uma mansão de US$ 18 milhões.

"Ele tem muitos amigos na comunidade militar no Reino Unido e, é claro, sente falta deles. É um momento muito estranho para todos nós, mas acho que Harry está sentindo falta de ter uma estrutura de vida agora", disse a fonte.

Diferente de Meghan, nascida em Los Angeles, Harry não tem tantos amigos nos EUA e, atualmente, está sem emprego. "Então, no momento, ele está meio sem rumo", disse a fonte, acrescentando que o duque sabe que "nem sempre será assim".

No início de abril, o príncipe Harry e a duquesa Meghan Markle anunciou o nome de sua nova fundação: Archewell. O casal revelou ao jornal The Telegraph que, com a nova organização sem fins lucrativos, tem planos de administrarem grupos de apoio emocional e um "império educacional multimídia", além de lançarem um site de bem-estar.
O processo de registro da marca foi iniciado no dia 3 de março, e cobre itens que vão de material escolar a roupas. Segundo eles, o intuito é fazer algo importante e significativo com a organização.
A duquesa Meghan Markle e o príncipe Harry participaram em março do último compromisso da realeza e anunciaram que buscavam um “novo papel progressivo”, baseados principalmente na América do Norte, e que será financiado por eles mesmos.

Embora Harry continue sendo príncipe, o casal decidiu não utilizar seus títulos de “sua alteza real” —e não utilizará a palavra “real” em suas marcas, embora eles tenham dito que não há jurisdição da monarquia ou do governo que os impeçam de usar a palavra no exterior.

O casal passou a maior parte do tempo no Canadá desde o surpreendente anúncio feito em janeiro. O último compromisso oficial de Meghan Markle era o de visitar a Canada House, em Londres, dias antes do anúncio. O príncipe retornou aos seus compromissos reais no final do mês passado, quando o apresentador do evento disse que as pessoas deveriam apenas “chamá-lo de Harry”.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem