Celebridades

Joaquin Phoenix pede ao governador de NY que presos sejam soltos por Covid-19

Ator afirma que condições precárias em cadeias facilitam transmissão do vírus

Joaquin Phoenix no British Academy of Film and Television Awards (BAFTA) 2020
Joaquin Phoenix no British Academy of Film and Television Awards (BAFTA) 2020 - Henry Nicholls/Reuters
São Paulo

O ator Joaquin Phoenix, 45, famoso por protagonizar filmes como "Her" e "Coringa", usou as redes sociais para pedir ao governador de Nova York, Andrew Cuomo, que libertasse os presidiários, a fim de evitar uma transmissão descontrolada de coronavírus nas cadeiras.

“Quando você está encarcerado, não tem essa coisa de distanciamento social e, com certeza, a boa higiene não é uma opção”, diz o ator em vídeo compartilhado no perfil de uma campanha para libertar os presos idosos no Twitter.

O ator ainda pediu medidas que evitassem o agravamento da crise em uma das principais cidades de surto da Covid-19 no mundo.

“Eu estou pedindo para o governador Andrew Cuomo para tomar uma decisão em Nova York e ter clemência com os nova-iorquinos na prisão. A vida de muitas pessoas depende da ação dele. Ninguém merece morrer na prisão por Covid-19."

Melissa DeRosa, secretária do governador, afirmou ao site TMZ que já existe um processo em andamento para soltar os presidiários "com 90 dias ou menos de prisão, com 55 anos de idade ou mais e cujo crime não seja de violência ou ofensa sexual ".

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem