Celebridades

Ronnie Von afirma que foi vítima de pedofilia: 'Não sabia como agir'

Apresentador disse ter tido relação sexual com empregada da tia quando tinha 11 anos

O cantor e apresentador Ronnie Von, no jardim de sua casa, em São Paulo (SP)
O cantor e apresentador Ronnie Von, no jardim de sua casa, em São Paulo (SP) - Karime Xavier-30-jul-2013/Folhapress
Vitor Moreno
São Paulo

Ronnie Von, 75, passou por maus bocados no começo de sua vida sexual. Em entrevista à revista O Cruzeiro, ele revelou que foi vítima de pedofilia. A informação foi confirmada pelo apresentador ao F5.

De acordo com Ronnie, ele tinha 11 anos quando foi acordado no meio da noite pela empregada da casa de sua tia, e os dois mantiveram relações sexuais. Pelos cálculos dele, a mulher tinha 30 anos a mais que ele. O código penal brasileiro considera crime a relação sexual ou ato libidinoso praticado por adulto com criança ou adolescente menor de 14 anos.

“É verdade. Em termos mais práticos, pelo menos de como é percebido hoje, um menino de 11 anos ter uma relação com uma mulher 30 anos mais velha seria pedofilia”, afirmou ao F5.

“Foi um horror”, descreveu. “Eu não sabia o que estava acontecendo, não sabia como agir. Fiquei bastante perdido. Deve ter sido um desastre, até para ela também. Daí pra frente as coisas melhoraram.”

Ronnie​ diz que, na época, não chegou a falar sobre o assunto com ninguém, nem com os próprios pais. “Eu tive que me fechar, me trancar”, ponderou. “Sou um cara que nasceu em 1944, tive uma educação diametralmente oposta à que existe hoje. Só falei sobre isso depois de adulto. Aí a coisa já toma outro vulto.”

Entre as primeiras pessoas que souberam do ocorrido, estão o irmão e a mulher dele, Kika Von, com quem ele é casado há 34 anos. “Ela é a minha grande companheira”, elogiou.

Apesar do ocorrido, o apresentador diz que o fato não teve uma repercussão tão forte no decorrer de sua vida. “Não diria que [falar sobre o assunto] me trouxe paz de espírito porque não foi um trauma, foi uma coisa pontual na minha vida”, avaliou. “Só evitei de ir na casa da minha tia depois, porque podia encontrar com a moça. Mas passou.”

Ele diz que viu a mulher em questão pela última vez quando ainda era garoto.

Perguntado sobre por que decidiu falar sobre o assunto neste momento da vida, ele respondeu: “Na minha idade, o que que eu vou esconder mais?”. “Sempre fui muito certinho, as pessoas dizem que parece sempre que saí do banho, mas também tive outros tipos de compreensão em função da minha cronologia.”

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem