Celebridades

Fotógrafo de Ariana Grande é acusado de pedir fotos íntimas e estuprar modelos

Cantora e Kim Kardashian se posicionaram sobre caso: 'Inapropriado e indesculpável'

Marcus Hyde, que já fotografou Kim Kardashian e Ariana Grande
Marcus Hyde, que já fotografou Kim Kardashian e Ariana Grande - Reprodução/Instagram
São Paulo

O fotógrafo Marcos Kyde, famoso por trabalhar com celebridades como Ariana Grande, Kanye West e Kim Kardashian, está sendo acusado de pedir fotos íntimas em troca de trabalho.

A modelo Sunnaya publicou em seu Instagram nesta segunda-feira (22) prints de uma suposta conversa com o fotógrafo, após se oferecer para modelar para ele.

Nos trechos da conversa, é possível ver Kyde perguntando "nude?", e a modelo respondendo: “Eu não tenho fotos nuas. Fico confortável fotografando em lingerie e nudez parcial.”

“Então é 2 mil”, diz ele. A modelo então pergunta se as fotos nuas sairiam de graça e o fotógrafo diz que sim. 

“Ok, posso fotografar nua, mas eu não quero te enviar nudes. Você ainda vai querer fotografar?”, questiona ela. “Por 2 mil”, responde o fotógrafo. A modelo questiona, e ele rebate: "Preciso ver se você vale a pena. [...] Então ache outra pessoa, eu continuarei fotografando celebridades".

Como resposta, a modelo publicou a conversa em seu Instagram e modelos começaram a relatar episódios semelhantes com o mesmo fotógrafo. Alex Undone, por exemplo, disse que nunca recebeu as fotos que fez com o fotógrafo, após recusar-se a sair com ele. Outras profissionais relataram assédio físico, e duas delas disseram que foram estupradas.

Por conta da repercussão, até mesmo Ariana Grande resolveu se pronunciar. "Eu acabei de ler alguns stories chocantes e de partir o coração, mas por favor não fotografem com fotógrafos que as façam se sentir desconfortáveis ou que façam você sentir que você precisa tirar suas roupas quando você não quiser. Se você quer, ótimo. Mas se não quiser, por favor não tire. Se eles disseram que você tem que pagar mais se estiver com as roupas isso é errado e eu sinto muito que tenha acontecido com você. Eu prometo que têm vários fotógrafos respeitosos, legais e talentosos por aí. Eu odeio ouvir coisas assim e sinto muito que isso foi a experiência de alguém. Saiba que não precisa ser”, disse em seus stories no Instagram.

Kim Kardashian também se manifestou sobre o caso, e classificou o comportamento como "inapropriado e indesculpável". "Minhas experiências com ele sempre foram profissionais e eu estou totalmente chocada, triste e desapontada de saber que a experiência de outras mulheres foram tão diferentes", disse.

"Eu apoio totalmente que todas as mulheres tenham direito de não serem assediadas, questionadas ou pressionadas a fazerem algo com o que não estão confortáveis. Nós não podemos permitir que este tipo de comportamento passe despercebido e eu aplaudo aquelas que falaram", concluiu.

Kyde, por sua vez, deletou sua conta na rede social após receber diversos comentários sobre o caso em suas publicações.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias