Celebridades

Revista que publicou fotos de topless de Kate Middleton terá que pagar multa

A Justiça francesa manteve os valores determinados na decisão de setembro de 2017

A revista francesa foi a primeira a publicar a imagem em que Kate, sem a parte de cima do biquíni, fotografada em 2012
A revista francesa foi a primeira a publicar a imagem em que Kate, sem a parte de cima do biquíni, fotografada em 2012 - AP
 
São Paulo

A Justiça francesa confirmou nesta quarta (18) que a revista Closer deverá pagar multa a Kate Middleton por ter publicado, em dezembro de 2012, fotos da duquesa fazendo topless durante sua lua de mel com príncipe William no sul da França.

Em setembro de 2017 os diretores da revista foram condenados a uma multa de 45 mil euros cada (R$ 217 mil), o valor máximo previsto por lei. Além disso, os dois fotógrafos que fizeram os cliques deveriam pagar 10 mil euros cada (R$ 48 mil). A defesa da revista recorreu da decisão, que foi mantida pelo tribunal segundo a AFP. 

Além do valor pendente, a Closer já pagou 100 mil euros (R$ 483 mil) em perdas e danos ao casal real, que solicitava uma indenização de 1,5 milhão de euros (R$ 7,2 milhões), afirmando que houve uma "violação grave de sua privacidade."

A revista francesa foi a primeira a publicar a imagem em que Kate, sem a parte de cima do biquíni, aparece ao lado de William, à beira de uma piscina em uma luxuosa fazenda em Luberon, no sul da França. Os cliques foram feitos com uma lente teleobjetiva, que tem um grande zoom. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias