Celebridades

Com bom humor e jeito gente como a gente, Adriana Sant'Ana se torna queridinha de internautas e anunciantes

Dentista por formação, ela se firmou como influenciadora digital na esteira de ex-BBBs

Adriana Sant'Ana
Adriana Sant'Ana - Reprodução Instagram/santanaadriana
Sarah Mota Resende
São Paulo

Em 2011, quando Adriana Sant’Ana participou do Big Brother Brasil, o reality da Globo ainda era apresentado por Pedro Bial —e o Instagram ainda tinha poucos e tímidos meses de vida. 

Na terça-feira que deixou o programa, eliminada num paredão triplo, disputado com dois galãs, Wesley e Rodrigao —este segundo, affaire de confinamento que virou marido—, Adriana Sant’Ana ouviu do apresentador: “Um mundo de bondade e de beleza se abre aqui fora pra você”. 

Sete anos depois, a profecia se firmou. Mais madura, hoje, aos 27 anos, vive no interior de São Paulo (ela não revela o nome da cidade), com o marido e dois filhos pequenos, Rodrigo, de dois anos, e Linda, de 3 meses. Não faz fotos de biquíni nem frequenta baladas para ser vista —habitué de ex-participantes de realities. 

Ao F5, afirma que não se importa de se lembrar da fase do reality e que não assistiu à edição mais recente, que consagrou a acriana Gleici como vencedora, há poucas semanas, por falta de tempo. "E também por prioridades. Hoje eu tenho outras prioridades do que ver Big Brother, mas eu sou grata por tudo que o programa me proporcionou."

O QUE ELA TOCA VIRA OURO

No seu Instagram, seguido por 3,5 milhões de pessoas, compartilha momentos família sem expor o rosto dos filhos, mensagens motivacionais e religiosas —não raro é possível vê-la rezando um terço, hábito de católicos. Na rede social, também aparece escolhendo filme com o marido, se maquiando, amamentando e se esforçando para ir à academia —tudo regado a muito bom humor. 

"Nem sempre a nossa vida é 24 horas de coisas boas, mas a gente tenta se reinventar, tenta tirar força. E a minha relação com eles [fãs] é muito boa. Eles sabem que eu não mostro exatamente tudo, sabem que eu mostro até onde dá", diz. 

Em paralelo aos momentos família e gente como a gente, Adriana fez do Instagram sua ferramenta de trabalho. Por lá, faz divulgação de produtos que vão de itens importados, como maquiagens e acessórios, a roupas e itens de beleza. As fotos são feitas na sua própria casa.

"Eu não precisei de números para poder ser rentável. Se você comparar meu Instagram com o de outras meninas que participaram do Big Brother, eu nem sou a mais seguida. Mas, para mim, ver que isso não importa é maravilhoso e é ai que eu me sinto orgulhosa. O número não significa nada. O que significa é o seu engajamento, é o seu retorno", afirma.

Um retorno que impressiona. Há poucos dias, sem revelar nome, mostrou um feedback de uma vendedora: tamanhas foram as vendas do produto divulgado por Adriana que a comerciante conseguiu comprar um carro a vista. Em outros feedbacks repassados por meio de sua assessora e compartilhados com os fãs, não é difícil a anunciante falar que o site caiu de tantos acessos ou que teve que colocar mais gente para trabalhar para dar conta dos atendimentos. 

"Como eu já falei, tem várias pessoas que anunciaram com meninas que tem o dobro de seguidor que eu e não venderam um produto e eu, tendo metade, consigo acabar com o estoque. Isso é que me deixa feliz, isso é que me mostra que meu trabalho está sendo certo, que eu estou fazendo valer a pena toda noite sem dormir."

SEM HATERS 

Na era das torcidas e fãs-clubes, Adriana é das raras influenciadoras digitais que não despertam "haters". Nos comentários das suas publicações no Instagram, mulheres, sobretudo, derretem-se em elogios a ex-BBB. 

Elas tiram dúvidas sobre maternidade, casa e produtos que ela usa. "Gente, se tem pessoa melhor que ela eu desconheço", disse uma internauta ao comentar um vídeo que Adriana dança —e quase cai— enquanto Rodrigão dorme. "Amo ver sua alegria", disse outra. "Me inspiro em você para o meu relacionamento. Você é demais", escreveu uma terceira. 

Mas Adriana é modesta. "Eu não considero ninguém meu fã. Eu considero pessoas que me admiram de alguma maneira. Eu acho fã uma palavra muito pesada pro nada que eu sou. Eu sou como você, que está me ouvindo, e sou como eles, que me acompanham. Existe uma admiração pela maneira que eu levo a vida e que talvez eu mostre um pouco na internet."

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias