Celebridades

Dez temas para Larissa Manoela: de mansão em Orlando a feminismo e política 



Revelada para o grande público aos 11 anos no remake de "Carrossel" (SBT), Larissa Manoela, 16, protagonizou a novela já tendo no currículo três espetáculos musicais, uma minissérie e um filme, "O Palhaço" (2011), com Selton Mello.

Cinco anos se passaram e tudo se multiplicou. Na novela "Cúmplices de um Resgate" (2015), ela fez irmãs gêmeas. Em 2016 lançou seu primeiro livro, "O Diário de Larissa Manoela", pela editora Harper Collins, que vendeu mais de 400 mil cópias.

Ela acaba de lançar o segundo volume, "O Mundo de Larissa Manoela", que é atualmente o livro mais vendido no Brasil. No cinema, estreou na quinta (22) "Meus Quinze Anos" e está com outro pronto, "Fala Sério Mãe", com Ingrid Guimarães, que chega aos cinemas em outubro.

Dez milhões de pessoas a seguem no Instagram. Entre as postagens, divulga uma infinidade de produtos. Larissa não fala em valores, mas no início de 2017 foi noticiada a compra de uma mansão em Orlando por R$ 2,7 milhões. Para o "F5" ela confirma a aquisição se limitando a dizer que é uma "casa muito boa, não uma mansão".

Eloquente, a atriz, cantora e escritora, que chegará aos 18 anos no ano que vem, falou sobre dez temas: 

ESCRITORA 


"No início foi um ponto de interrogação porque eu não me sentia na idade adequada para escrever um livro. Mas meus pais e a editora chegaram em um consenso de o que contar, e lançamos "O Diário de Larissa Manoela". Tive um orientador que me ajudou. Ele fez outros livros parecidos e minha mãe é pedagoga e me ajudou também. O livro novo, "O Mundo de Larissa Manoela", é uma versão expandida disso."

REDES SOCIAIS

"Faço a maioria dos posts, mas as vezes preciso da ajuda da minha assessoria. Tenho contrato com algumas marcas e faço posts espontâneos para elas. Meus seguidores gostam muito de usar as coisas que eu estou usando, uma bolsa, um biquíni, um sapato, uma maquiagem. É uma maneira de terem Larissa Manoela por perto.  A assessoria recebe [produtos enviados por marcas], passa tudo pra mim e eu e meus pais fazemos o filtro. Fechamos só com o que tem muito a minha cara. Precisa ter o meu toque."

TRABALHO ADULTO 

"Converso com meus pais sobre o futuro e penso em quando eu for adulta e ter que fazer uma cena como a que as mulheres fazem. Um dia farei essa transição, mas não vai ser chocando. Quando eu mostrar que cresci não vai ser assustador, ninguém vai dizer 'ai meu Deus do céu, o que aconteceu com ela'."

CARREIRA INTERNACIONAL

"Já fiz um show fora do país e talvez pense nisso no futuro. Quero fazer um musical na Broadway. Sou amante de musicais. Já fiz três musicais aqui, mas nada como fazer lá. Mas tem que pensar no momento certo, porque é começar tudo outra vez."

NOVELA NA GLOBO

"Já fui chamada. E quando eu tinha dez anos fiz a série 'Dalva e Erivelto'. Está nas mãos de Deus. O momento certo chega. Não fecho portas, estou sempre aberta para novas propostas, mas penso no momento que estou vivendo também."

FEMINISMO

"Defendo que somos todos iguais e com direitos iguais. A gente tem que se unir. E a questão do feminismo é se valorizar, sem desmerecer os homens, mas ponderar, não engolir desaforo, o que te põe para baixo."

MAIORIDADE

"Meus pais vão continuar me empresariando. Tenho vontade de dirigir e quero morar sozinha. Minha mãe me apoia, eles querem ver o passarinho voando. Quero estar perto da faculdade e 'me virar nos 30'. Fazer comida, lavar roupa..."

POLÍTICA

"Eu, como cidadã, tenho muita vontade de falar pelo meu país, de melhorar o que está fora do lugar. Muita gente não se orgulha do país, mas temos que ser maiores que tudo isso. Temos que desejar o melhor, porque estamos aqui. Não tem que desistir. Tem gente que diz 'vou embora dessa país', mas eu acho que não. Eu quero falar sobre isso. Os pais, às vezes, poupam os filhos de certos assuntos."

MANSÃO

"É verdade, a gente comprou uma casa em Orlando. Não é uma mansão, é uma casa muito boa, que atende a toda a minha família e a algumas amigas. É gostoso ter algo que é nosso. Não foi fácil. A gente tem que ralar bastante. Mas é um investimento. No futuro, quando eu tiver meus filhos, eu vou ter minha casa, eu penso muito adiante. A gente pensou em investir lá."

FINANÇAS

"Meus pais cuidam de tudo. Eu estou ciente de tudo o que entra. Dependendo do trabalho eu pergunto quanto sai, quanto fica, quanto vou investir. Eu estou por dentro de tudo, mas eles que cuidam. Nada melhor do que ter pessoas que você confia cuidando da carreira. Quando eu fizer 18 anos vou ter que ter mais controle, mas eles vão continuar porque sabem o que fazer."



Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias