Celebridades

Chofer é preso por suspeita de ter participado de assalto a Kim Kardashian, diz site

Um motorista de Kim Kardashian, identificado como Michael Madar, 40, está entre os presos na manhã desta segunda-feira (9) por suspeita de ter participado do assalto à socialite em um hotel em Paris em outubro de 2016. As informações são do site do tabloide britânico "Daily Mail".

De acordo com a reportagem, Madar trabalhou como motorista da empresária e socialite, incluindo no período em que ela estava na França.

Ainda segundo a publicação Gary Madar, 27, irmão de Michael, também foi detido pelo mesmo motivo.

Procurada pelo "Daily Mail", a empresa de carros de luxo da qual Madar é dono não quis se manifestar sobre a prisão.

Segundo o tabloide, a prisão do motorista reforça a suspeita da polícia de que o roubo foi orquestrado por alguém próximo a Kardashian e sua família.

Em outubro do ano passado, ela foi rendida por dois homens mascarados em seu quarto de hotel de luxo em Paris.

Os ladrões teriam levado mais de US$ 5,6 milhões em joias, incluindo um anel de diamante avaliado em US$ 4 milhões. Os 17 suspeitos detidos nesta segunda poderão ficar detidos por 96 horas até que possam ser liberados para responder em liberdade.

Eles são acusados dos crimes de assalto à mão armada, sequestro e associação criminosa.


Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias