Celebridades

Bruno Gagliasso presta queixa após filha receber mensagens racistas na web

Bruno Gagliasso foi à Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), na zona oeste do Rio, nesta quarta-feira (16), para prestar queixa contra os comentários racistas recebidos por Titi, filha dele e de Giovanna Ewbank.

As mensagens haviam sido escritas em uma foto publicada pela atriz no Instagram.

Segundo a Polícia Civil do Rio de Janeiro, a partir da denúncia de Gagliasso, as investigações foram abertas para descobrir quem foram são os responsáveis pelos perfis das web que fizeram as ofensas.

"De acordo com a delegada Daniela Terra, titular da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, um procedimento policial foi instaurado para apurar as ofensas de cunho racista sofridas por uma criança, filha de dois atores. Diligências estão em andamento para identificar os autores", informou a Polícia Civil em nota.

Procurada pelo "F5", a assessoria de imprensa de Gagliasso não se manifestou até a publicação desta reportagem.

Ao participar do "Domingão do Faustão" (Globo), do último domingo (13), o ator havia criticado os usuários da web que se unem para publicar mensagens racistas nas páginas de artistas.

"Nossa família é muito amada, e nós temos policiais bons que vão descobrir [os autores das ofensas]. Minha filha tem algo que esses caras não têm: amor", disse

Outras celebridades brasileiras já foram vítimas de mensagens racistas pela internet. Entre elas, as cantoras Ludmilla e Preta Gil, Adélia do "BBB", a atriz Taís Araújo e a jornalista Maju Coutinho denunciaram as agressões racistas que receberam.


Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias