Celebridades

Justiça manda internar homem que perseguia cantora Lily Allen desde 2008

O stalker que perseguiu entre 2008 e 2015 a cantora Lily Allen foi interditado por período indeterminado nesta sexta-feira (10) por problemas mentais.

De acordo com o jornal inglês “The Guardian”, Alex Gray, 31, foi condenado pela Justiça britânica a ser internado após ter sido acusado de roubo e de trazer estresse a Allen.

No ano passado, ele invadiu a casa da cantora, enquanto ela e seus filhos dormiam. Depois, disse à polícia que poderia ter matado Allen com uma faca. Ele também alega ser o autor verdadeiro da canção “The Fear”.

Antes da invasão, Gray mandava cartas e mensagens à cantora pelas redes sociais, tendo inclusive criado um perfil no Twitter chamado “lilyallenRIP(“descanse em paz, Lily Allen”, em português).

Em uma mensagem enviada à Justiça, Gray reconheceu que “tem trabalho a fazer com os médicos” e que “gostaria de assegurar a Lily Allen que ela não será mais perseguida”.

A cantora Lily Allen
A cantora Lily Allen - Reprodução/Instagram/lilyalleb

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias