Celebridades

Kanye West diz ter dívida de US$ 53 milhões e pede ajuda ao fundador do Facebook para pagar

Apenas dois dias após lançar o novo álbum “The Life of Pablo”, Kanye West parece não estar com a vida fácil. Em uma mensagem pelo Twitter, publicada no sábado (13), o cantor disse ter dívidas de US$ 53 milhões (cerca de R$ 200 milhões).

E, para resolver o problema, teve uma ideia genial: pediu ajuda de Mark Zuckerberg, o fundador do Facebook.

Em uma sequência de mensagens curiosas nesta segunda-feira (15), Kanye não só pediu que Zuckerberg investisse US$ 1 bilhão em suas ideias, mas também afirmou que ajudá-lo nesse momento de dificuldade seria mais importante para os EUA que construir escolas em países da África.

“Mark Zuckerberg, invista US$ 1 bilhão nas ideias de Kanye West”, disse o músico em uma mensagem. “Depois de perceber que ele é o maior artista da atualidade e o maior de todos os tempos”, acrescentou.

“Mundo, por favor, tuíte, ligue no FaceTime, mande mensagem no Facebook, Instagram, qualquer coisa para fazer com que Mark me apoie”, escreveu em outra mensagem.

“Mark, eu estou publicamente pedindo pela sua ajuda. Uma das coisas mais legais que você pode fazer é me ajudar em um momento de necessidade, e eu vou sempre respeitá-lo por isso. O mundo vai amar você”, acrescentou.

“Sei que posso tornar o mundo um lugar melhor. Eu já fiz o impossível. Recuperei o trono do rap, venci o jogo da moda”, continuou.

Sobrou até para Larry Page, fundador do Google.

 

“Ei, Larry Page, preciso de sua ajuda também”, disse. “Todos vocês em San Francisco escutam rap em suas casas, mas nunca ajudam os artistas de verdade. Vocês preferem abrir escolas na África como se estivessem ajudando o país. Se vocês quiserem ajudar, me ajudem”, disse.

Essa não foi a única polêmica na qual West se envolveu. “Famous”, uma das músicas de seu novo álbum, foi bastante criticada por dizer que o cantor sente como se pudesse fazer sexo com Taylor Swift por tê-la tornado famosa.

A canção faz referência ao VMA de 2009, quando o atual marido de Kim Kardashian interrompeu um prêmio que Swift estava recebendo para afirmar que Beyoncé é que deveria ter sido a vencedora.

Talvez Kanye pudesse ter usado o Facebook, não o Twitter, para comover Mark Zuckerberg.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias