Celebridades

Condenado por agredir Rihanna, Chris Brown quer conscientizar jovens sobre violência doméstica

O cantor americano Chris Brown, 26, declarou em seu perfil no Twitter, nesta terça-feira (29), que quer conscientizar jovens sobre violência doméstica.

O cantor, que recentemente teve sua entrada na Austrália negada pelo governo do país por histórico de violência doméstica, foi condenado em 2009 por agredir a então namorada, a cantora Rihanna, 27.

Após confessar a autoria da agressão, Chris Brown foi setenciado a cinco anos de regime aberto, que cumpriu em liberdade condicional.

Por várias vezes, o cantor violou os termos de restrição da pena e chegou a ficar preso por cerca de dois meses em 2014.

Brown terminou de cumprir a sentença em março deste ano, tendo realizado trabalhos comunitários, aconselhamento sobre violência doméstica e reabilitação.

Em seu perfil no Twitter, o cantor comenta que quer ajudar a combater a violência doméstica.

"Meus erros de vida devem ser um exemplo a todos. Mostrando ao mundo que erros não definem quem você é", escreveu.

"Eu seria mais do que grato de poder ir à Austrália para promover a conscientização sobre violência doméstica", declarou. O cantor ainda destacou o poder que figuras pop têm de promover campanhas que dialogam com a juventude.

Os comentários fazem parte da tentativa de apelar contra a decisão tomada pelo governo da Austrália, que deu um prazo de 28 dias para o cantor apresentar sua defesa.





Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias