Celebridades

Kim Kardashian pode ter que remover o útero após segundo filho

Kim Kardashian, 34, corre o risco de precisar remover o útero após o nascimento de seu segundo bebê.

Grávida de seis meses, a socialite revelou à revista "C Magazine" que sofreu de acretismo placentário após primeira gestação, de North, e que os médicos acreditam que ela terá novamente a doença após o parto do segundo bebê.

Kim também falou à revista sobre a dificuldade para conseguir engravidar.

"Tive uma doença chamada acretismo placentário. Fiz um monte de pequenas cirurgias para tentar consertar, o que criou um pequeno buraco no meu útero. Acho que isso dificultou a segunda gravidez. Foi uma longa jornada. Eu ia ao médico todos os dias em Beverly Hills às cinco da manhã fazer exame para saber se estava ovulando. Tentei de tudo: fiz acupuntura, fui à nutricionista porque pensei que a alimentação estava atrapalhando", desabafou Kim.

"Os médicos acham que terei acretismo placentário de novo, então se a placenta crescer um pouco mais profunda do que da última vez, eles estão preparados para remover meu útero, o que é meio assustador para mim. Acho que vamos com calma, ver o que vai acontecendo, ver como será o parto", contou.

O acretismo placentário faz a placenta perfurar o útero e continuar "grudada" ao corpo da mulher mesmo depois que o bebê nasce.


Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias