Celebridades

'Quero acabar com a caretice do futebol', diz criador do Kibe Loco sobre cargo no Flamengo

Recém nomeado vice-presidente de comunicação do Flamengo, Antonio Tabet, criador do Kibe Loco e do Porta dos Fundos, pretende agregar ao clube modernidade e proximidade com o torcedor jovem.

O convite para ocupar a pasta partiu do presidente Eduardo Bandeira de Mello. "Como torcedor, sempre imaginei o que eu faria se eu fosse diretor do Flamengo. Surgiu o convite, não tive como recusar, até porque essa diretoria me parece bastante honesta, austera e promissora", conta ele ao "F5".

"Quando o presidente do meu time me convoca, me sinto na obrigação de aceitar. Se ele me chamasse para varrer a sede da Gávea eu iria, se me chamasse para servir cafezinho no vestiário eu iria, se me chamasse pra ser lateral esquerdo eu iria. Seria o pior lateral esquerdo da história do Flamengo, mas iria", brinca.

Tabet, assim como os outros vice-presidentes da gestão, não será remunerado pelo cargo. "São cargos voltados a pessoas que têm outras profissões. Eu não quero dinheiro do Flamengo, eu quero dar dinheiro para o Flamengo", explica.

Para isso, ele pretende se unir a outras áreas, como o marketing, comandado por José Sabino. Uma das estratégias será buscar parcerias com empresas e empreendimentos e se aproximar do torcedor.

"Quero acabar com a caretice do futebol. Acho que o Flamengo precisa se comunicar com as faixas mais jovens da sua enorme torcida, que são mais de 40 milhões de pessoas, e se comunicar de maneira mais moderna, mais ousada, incentivar a participação do torcedor", aposta.

Crédito: Cecilia Acioli/Folhapress Antonio Tabet, o Kibe, integrante do Porta dos Fundos
Antonio Tabet, o Kibe, integrante do Porta dos Fundos

PORTA DOS FUNDOS

A novidade de Tabet na vice-presidência do clube chamou atenção para um caso recente envolvendo o Porta dos Fundos e o Botafogo. Uma esquete, que já foi retirada do ar, tirava sarro do excesso de patrocínio no uniforme do time carioca.

Ele esclarece que não é o autor do roteiro e que os problemas com o Botafogo foram encerrados assim que o vídeo foi excluído do site. O clube não chegou entrar na Justiça.

"A intenção nunca foi criticar a instituição Botafogo. De todas as instituições que o Porta dos Fundos tem a intenção de criticar, das quais fazem parte igrejas charlatãs e políticos corruptos, por exemplo, o Botafogo não é uma delas. Mas eles se sentiram ofendidos com o vídeo e achamos por bem tirar do ar".

A rotina de gravações e reuniões do Porta dos Fundos segue em ritmo acelerado: a trupe acaba de gravar a série de dez episódios "O Grande Gonzalez", que estreia em novembro na Fox, com roteiro assinado por Ian SBF. Tabet interpreta um policial responsável por investigar a morte do mágico Gonzalez (Luis Lobianco) após um truque mal sucedido. E em janeiro de 2016, começam as gravações do esperado longa do 'Porta'.


Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias