Celebridades

Funcionários que gravaram vídeo do corpo de Cristiano Araújo serão indiciados

Os dois funcionários que aparecem em um vídeo da preparação do corpo para o funeral do sertanejo Cristiano Araújo, morto na quarta-feira (24) em um acidente de carro, serão indiciados, informou a Polícia Civil de Goiás.

A gravação foi feita na clínica Oeste, especializada em tanatopraxia (técnica de conservação de cadáveres) e circulou na internet nesta quinta (25).

Segundo a polícia, os suspeitos, que não tiveram os nomes divulgados, foram ouvidos na madrugada desta sexta (26) pelo delegado Eli José de Oliveira, do 4º Distrito Policial.

Um deles admitiu ter participado da gravação, mas alegou que quem divulgou o vídeo foi um amigo seu, para quem mostrou as imagens. Essa terceira pessoa será ouvida ainda nesta sexta.

Os envolvidos vão responder por vilipêndio a cadáver, crime que consiste em em "profanar, desrespeitar ou ultrajar" um corpo. Se condenados, os funcionários podem pegar pena de até três anos, que pode ser convertida em punição alternativa.


A página do Facebook da clínica responsável pela preparação do corpo de Cristiano foi inundada por críticas de fãs revoltados com o vazamento do filme.

A empresa demitiu os empregados e afirmou, em nota, que "repudia com veemência o ato dos dois funcionários que, de maneira mórbida, gravaram e divulgaram tais imagens".

"A clínica tem como procedimento orientar sua equipe que, inclusive, assina regulamento interno de trabalho e ordem de serviço de segurança e medicina do trabalho individual para cada caso, documentos estes que proíbem que toda e qualquer etapa do trabalho desenvolvido na empresa seja gravado, fotografado e, principalmente, divulgado."

ACIDENTE

Cristiano voltava de um show em Itumbiara (a 200 km de Goiânia) com sua namorada, Allana de Moraes, quando o veículo em que eles estavam, uma Land Rover, saiu da pista na altura do km 614 da rodovia BR-153, entre as cidades de Goiatuba e Morrinhos, em Goiás, e capotou no canteiro central por volta das 3h15.

A namorada do músico foi atirada para fora do veículo, não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local do acidente.

Ele chegou a ser socorrido e levado em estado grave para o Hospital Municipal de Morrinhos, onde recebeu os primeiros atendimentos.

O cantor foi transferido de helicóptero para Goiânia, mas chegou ao Hospital de Urgência com morte encefálica.

Os corpos foram velados por cerca de 15 horas entre a noite de quarta e a manhã de quinta, no Centro Cultural Oscar Niemeyer, em Goiânia, e enterrados em túmulos próximos no Cemitério Jardim das Palmeiras.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias