Celebridades

Todos os que viram minhas fotos nua cometeram um crime sexual, diz Jennifer Lawrence

Jennifer Lawrence, 24, falou pela primeira vez sobre as fotos em que aparece nua, que foram vazadas por um hacker em agosto deste ano.

"Todos os que viram as fotos perpetraram um crime sexual", afirmou à revista "Vanity Fair". "Vocês deveriam estar cobertos de vergonha."

TOP 5 - Relembre 5 casos de celebridades expostas por hackers
Celebridades hackeadas ameaçam entrar com ação contra Google

"Até pessoas que eu conheço e amo disseram que viram as fotos. Não quero ficar com raiva, mas ao mesmo tempo penso que não disse a elas que podiam olhar para meu corpo nu."

"Quando tive que ligar para o meu pai para contar o que aconteceu... Não importa quanto dinheiro ganhei fazendo 'Jogos Vorazes'", comparou. "Juro que qualquer um que tenha a possibilidade de escolher entre ganhar essa grana ou ter que fazer uma ligação para o pai para contar algo assim, [vai dizer que] não vale à pena."

"Por sorte, ele estava jogando golfe e estava de bom humor", brincou.

Além dela, diversas outras celebridades, como Kim Kardashian, Kate Upton, Kirsten Dunst e Hope Solo, tiveram imagens íntimas divulgadas na internet.


"Fiquei com muito medo", prosseguiu a vencedora do Oscar por "O Lado Bom da Vida". "Não sabia como isso afetaria a minha carreira."

"Só porque sou uma figura pública, só porque sou uma atriz, não significa que pedi para isso acontecer", afirmou. "É o meu corpo e deveria ser uma escolha minha. E o fato de não ter sido minha escolha é repugnante. Não posso acreditar que vivemos em um mundo como esse."

Lawrence contou também que pensou em escrever um comunicado a respeito do assunto, mas sempre começava a chorar ou ficava com muita raiva.

"Comecei a escrever um pedido de desculpas, mas não tenho nada pelo que me desculpar", disse. "Estava em uma relação ótima, saudável e amorosa havia quatro anos. Ficávamos distantes, então meu namorado ia olhar pornografia ou ia olhar para mim."

"Não foi um escândalo, foi um crime sexual", avaliou. "É uma violação sexual. É nojento. A lei precisa ser mudada, e nós precisamos mudar. Os sites são responsáveis por isso. O fato é que alguém pode ser sexualmente explorado e violado, e a primeira coisa que passa pela mente de alguns é vamos tirar proveito disso. Está além da minha compreensão. Não consigo me imaginar tão desprovida de humanidade. Não consigo imaginar ser tão imprudente, negligente e vazia por dentro."

Aos jornalistas de tabloides, ela deu um recado: "Vocês tem uma escolha. Não têm que ser a pessoa a espalhar negatividade e mentiras para viver. Podem fazer algo bom. Você pode ser bom. Façam essa escolha. Sente-se melhor."

Por fim, a atriz também respondeu que só teria paz quando quem fez isso com ela pagasse por seus crimes.

"O tempo cura, sabe?", prosseguiu. "Não estou mais chorando por isso. Não posso mais ficar com raiva. Não posso deixar que minha felicidade dependa de essas pessoas serem pegas, porque pode ser que isso nunca ocorra. Tenho que encontrar minha própria paz."

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias