Bichos

Recorde de menor vaca do mundo é reconhecido no Guiness em homenagem póstuma

Rani provocou sensação por ser 'pouco mais alta que um galo'

Rani causou sensação em julho após a publicação de suas fotos na imprensa e nas redes sociais
Rani causou sensação em julho após a publicação de suas fotos na imprensa e nas redes sociais - Munir Uz Zman -6.jul.2021/AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Daca (Bangladesh)
AFP

Rani, uma famosa vaca anã de Bangladesh, a menor do mundo, foi certificada pelo recorde Guinness, algumas semanas depois de sua morte repentina aos dois anos de idade.

O recorde Guinness anunciou na segunda-feira (27) que Rani era a menor a vaca do mundo, vencendo com ampla margem a que até agora ostentava o título, Manikyam, uma vaca indiana de 61 cm de altura.

Rani —de 51 cm de altura, 66 cm de comprimento e 26 kg— da raça Bhutti, uma carne muito apreciada em Bangladesh, causou sensação em julho após a publicação de suas fotos na imprensa e nas redes sociais.

Apesar das restrições impostas pela Covid-19, milhares de moradores de Bangladesh se deslocaram para os arredores de Daca para ver esta vaca "pouco mais alta que um galo", na fazenda onde vivia.

O destino de Rani, que morreu repentinamente em 19 de agosto de problemas estomacais, quase colocou em risco sua entrada no livro de recordes.

"Enviamos vários vídeos de Rani, conforme solicitado pelo Guinness World Records. Também enviamos o boletim da autópsia às autoridades do Guinness, que queriam verificar que sua morte não tinha nada de anormal", informou seu proprietário Kazi Mohamad Abu Sufian, chefe da Shikhor Agro Industries.

Segundo ele, os responsáveis do Guinness queriam garantir que ela não havia recebido hormônios para se tornar uma vaca anã.

"Apresentamos todos os detalhes sobre sua saúde para dissipar qualquer dúvida", afirmou. "Estamos contentes que tenha sido aprovada, mas ao mesmo tempo estamos muito tristes porque ela não está mais conosco", disse à AFP.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem