Bichos

Tapa, sexo e outros flagras da vida selvagem vencem prêmio de fotografia animal cômica

Tapa de tartaruga em peixe ficou entre finalistas | Troy Mayne


Selo BBC Brasil

O mundo animal tem, mesmo inadvertidamente, seus momentos cômicos, como mostra o Prêmio de Fotografia de Comédias da Vida Selvagem, que acaba de divulgar seus vencedores.

A competição se descreve como uma forma "alto-astral e despretensiosa" de celebrar "animais selvagens fazendo coisas engraçadas".

De 3,5 mil fotos inscritas, foram escolhidas 5 campeãs e diversas menções honrosas que mostram diferentes espécies em momentos inusitados - e até mesmo íntimos.

É o caso, por exemplo, de um casal de ursos fotografado em pleno acasalamento à noite, na foto finalista "Pegos no flagra", de Bence Mate.

O vencedor principal do prêmio foi o húngaro Tibor Kercz, com uma série de fotos de um trio de corujas - sendo uma delas um pouco mais atrapalhada que o resto do grupo.

Kercz é um engenheiro químico que se aventura na fotografia animal desde 2013. Seu prêmio na competição será um safári no Quênia.

A principal foto de "Fundo do Mar" foi clicada por Troy Mayne, mostrando um peixe levando um tapa de uma tartaruga.

Na categoria "Em Terra", a vitória coube a Andrea Zampatti pela foto de um aparentemente eufórico roedor campestre divertindo-se em cima de uma flor.

O Prêmio de Fotografia de Comédias da Vida Selvagem tem, segundo seus criadores, a intenção de usar o humor para incentivar esforços de conservação da vida animal.

Outras "gracinhas" clicadas na competição incluem uma dupla de anfíbios que cantam "a plenos pulmões" e um voo de aves em que uma delas parece ter deixado sua "marca" nos céus. Essa última rendeu a John Threlfall a vitória na categoria No Ar.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem