Você viu?

Casal é preso após se passar por empresário de Adele em esquema para conseguir ingressos de shows

Um casal de Miami, nos Estados Unidos, foi preso ao se passar pelo empresário da cantora Adele, em um esquema que tinha como objetivo conseguir ingressos para shows gratuitamente.

Durante o ano passado, Justin Jackson e Angel Lii enviaram diversos e-mails para os responsáveis pelos shows de Rihanna, Usher, Drake, Katy Perry, Chris Brown e Pharrell Williams solicitando entrada para apresentações.

De acordo com o jornal "Miami Herald", o empresário de Adele, Jonathan Dickins, começou a desconfiar da fraude quando alguns colegas de profissão passaram a enviar mensagens perguntando o motivo para os pedidos de ingressos.

Dickins prestou queixa há cerca de um ano e os criminosos foram finalmente encontrados pela polícia depois que a Interscope Records, responsável pela carreira do rapper Kendrick Lamar, desconfiou de um pedido de ingressos feito por Justin e Angel.

A polícia então foi informada e combinou um encontro com o casal no sábado (6), supostamente para entregar as entradas para o show. Os dois disseram que eram representantes de Dickins, mas foram presos em flagrante.

Não é a primeira vez que Justin finge ser empresário de alguma celebridade. Ele já passou dois anos na prisão por conseguir um empréstimo de US$ 2,4 milhões em joias em nome de Madonna. Ele vendeu as peças para uma loja de penhores.

Depois de cumprir a pena, ele voltou a cometer o crime de falsidade ideológico ao se passar pelo sobrinho da apresentadora Oprah Winfrey, por executivos de seu canal de televisão e ainda por um assessor do ex-presidente americano Barack Obama, sempre para conseguir produtos e serviços de graça.


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem