Você viu?

Mensagem em garrafa lançada na costa da Bahia chega ao Rio depois de quatro anos

Depois de percorrer mais de mil quilômetros em quatro anos, uma carta lançada em alto-mar perto da costa da Bahia em 2012 chegou às mãos de um pescador carioca no mês passado.

Morador de Santo André (SP), Raphael dos Anjos fez um cruzeiro com sua família pela costa do Brasil em dezembro de 2012. Inspirado por uma notícia que havia lido na época, ele decidiu escrever uma mensagem para jogar no mar. Para isso, pegou uma garrafa de vinho do restaurante do navio e colocou a carta dentro. 

A mensagem dizia: "Olhe ao seu redor, veja a praia, o oceano e o céu e diga: 'Deus é mesmo perfeito'". 

"Eu tinha visto uma notícia semelhante sobre uma pessoa que tinha encontrado uma carta muito antiga no mar. Eu pensei, quem sabe alguém não acha minha mensagem?", contou o analista de marketing.

Raphael dos Anjos segura a garrafa que carregou a carta que escreveu até o Rio de Janeiro
Raphael dos Anjos momentos antes de jogar a garrafa no mar - Arquivo Pessoal

Raphael pensava que a garrafa acabaria quebrando logo após ser lançada no mar e ficou feliz ao descobrir que sua carta foi achada intacta por um pescador no Rio de Janeiro.

"Eu ainda lembrava da carta, porque tinha feito várias fotos e vídeos. Fiquei surpreso quando recebi o e-mail avisando que ela tinha sido encontrada", disse.

Foi na praia de Restinga de Marambaia, no Rio de Janeiro, que a garrafa apareceu, mais de quatro anos depois. Vitor Luiz a recolheu achando que se tratava de um pedido de ajuda.

Carta que estava dentro da garrafa foi encontrada intacta
Carta que estava dentro da garrafa foi encontrada intacta - Arquivo Pessoal

"Eu estava pescando em uma área restrita, quando vi a garrafa brilhando no meio do lixo", disse o pescador, que abriu o objeto depois de ver a palavra "mensagem" escrita nele. "Foi uma surpresa", comentou.

Vitor pediu para uma amiga enviar um e-mail ao autor da carta, contando que ela tinha sido encontrada.

Remetente e destinatário finalmente conseguiram se falar por telefone nesta semana e o pescador enviou a Raphael fotos da mensagem. Ele precisou quebrar a garrafa, mas a carta estava perfeita.

Nela, o autor desejou que quem a encontrasse tivesse uma "boa vida". Mal sabia ele que a mensagem acabaria, de fato, sendo lida.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem