Televisão

Eliminada do 'Exathlon', reality foi primeiro contato de Daniele Hypólito com a natureza selvagem


Daniele Hypólito em prova do 'Exathlon Brasil'
Daniele Hypólito em prova do 'Exathlon Brasil' - Reprodução


Daniele Hypólito, 33, foi a primeira eliminada do "Exathlon Brasil", reality de resistência física da Band. A ginasta deixou o programa na segunda (2).

De volta ao Brasil —a produção está acontecendo na República Dominicana— Hypólito diz ter aproveitado a oportunidade de estar em meio a natureza. "Com a rotina de treinos é difícil fazer algo diferente", diz.

"Desde pequena treino em dois horários. Minha vida foi para a ginástica. Não ia às excursões da escola e nunca acampei."

Apesar da inexperiência, a ginasta não teve problemas com dormir ao relento, diferente da competidora Maurren Maggi, que se desesperou com uma aranha.

"É a natureza, ali é o espaço deles. Sempre respeitei, e estando ali respeitava ainda mais", conta.

A natureza é implacável na região. Pouco antes do início da produção, o Caribe recebeu dois furacões, o Irma e o Maria. "Isso gerou uma tensão, mas a produção estava monitorando o tempo todo", diz.

"Quando chegamos ficamos tristes porque é um povo humilde que perde o pouco que tem. Vimos muitas árvores caídas, a gente não tem noção de o que é isso", diz, sobre a capital Santo Domingo, que foi atingida pelos fortes ventos.

Em viagens competindo, Daniele lembra outros perrengues relacionados ao clima. Em 2011, durante um voo entre a Cidade do México e Guandalajara, a equipe de ginástica ficou 9 horas em uma base aérea, esperando um tornado passar.

Meses depois, no Japão, o mau tempo fez a aeronave onde estavam as ginastas perder contato com os radares por duas horas. "Quando você vê a aeromoça desesperada você pensa 'agora ferrou'

REALITY

O esporte fez com que Dani tivesse resistência para situações extremas."O atleta não tem frescura. Mas não foi o suficiente para mantê-la na competição. "Você traz as coisas de atleta, a força, o foco, mas os circuitos eram malucos e tinham coisas como mira, que a afobação atrapalhava. Em competição você nem sempre sai ganhando."

Competitiva, ela disputaria outros programas. "'Fazenda' e 'BBB' não têm nada a ver comigo. Não assisto nenhum dos dois. Mas acompanho o 'Masterchef' e gostaria de disputar o 'Dancing Brasil'".

Dani tem chances: seu noivo, Fábio Costa, é dançarino profissional, professor de dança e coreografo do Bochecha e da MC Pocahontas.

Ela não se sente completamente preparada, mas está segura: "Ser julgada estou acostumada, o desafio seria a dança mesmo. Mas em qualquer reality eu entro para vencer."


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem
[an error occurred while processing this directive]