Televisão

Rodrigo Hilbert é intimado pela polícia após abater filhote de ovelha na TV

Celebridades (segunda)
O ator Rodrigo Hilbert durante o segundo dia de desfile da SPFW (São Paulo Fashion Week) - Folhapress


Rodrigo Hilbert foi intimado a prestar depoimento no 14º Distrito Policial do Leblon, Rio de Janeiro, a pedido da 27ª Delegacia Regional de Polícia de São Joaquim, em Santa Catarina, por causa de denúncias de ONGs de defesa dos animais contra o abate de um filhote de ovelha, exibido no programa do apresentador no canal pago GNT.

O Ministério Público de Santa Catarina recebeu as denúncias das ONGs e pediu para a Polícia Civil abrir inquérito para apurar eventual crime cometido por Rodrigo Hilbert no programa "Tempero de Família".

A polícia catarinense, por sua vez, intimou o apresentador para se apresentar à delegacia mais próxima da residência dele. A assessoria de comunicação da Polícia Civil do Rio de Janeiro confirma que Hilbert foi chamado para depor, mas não informa se ele já compareceu ao distrito policial.

A delegacia de São Joaquim, responsável pelo caso, aguarda o depoimento de Hilbert para prosseguir com as investigações. A denúncia foi apresentada no distrito policial de Bom Jardim da Serra (SC), onde o apresentador abateu o animal.

Procurada pelo UOL, a assessoria de Rodrigo Hilbert não irá se pronunciar sobre a intimação do apresentador.

PEDIDO DE DESCULPAS APÓS ABATE 

A cena pela qual Hilbert está sendo investigado foi exibida em 10 de março de 2016. A atração mostrou o marido de Fernanda Lima matando um filhote de ovelha para um churrasco. O abate chocou telespectadores e revoltou ONGs de defesa dos animais.

Na ocasião, Hilbert pediu desculpas a quem se sentiu ofendido com as imagens, disse levar as críticas como um aprendizado e pediu "diálogo pacífico e respeitoso", sem xingamentos.

"Vou levar isso tudo como um aprendizado. Entendo todos aqueles que defendem o amor aos animais. Mas acredito também que possamos fazer isso sem estimular xingamentos ou acusações, e, sim, promovendo a conversa entre todos nós. Se queremos um mundo melhor, vamos começar incentivando o diálogo pacífico e respeitoso. Reforço as minhas desculpas verdadeiras a quem tenha se sentido ofendido", disse o apresentador.

Após as críticas, o GNT editou o "Tempero de Família" e excluiu o abate nas reprises e no site do programa.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem