Televisão

'A gente não é só aquela vovozinha que pega criança no colo', diz Nívea Maria sobre vilã em 'Sol Nascente'

Dona Mocinha, de "Sol Nascente" (Globo), não é apenas uma senhora má.

Nívea Maria, que ganhou a missão de interpretar a vilã na novela das 18h quando Laura Cardoso, a Dona Sinhá, precisou se afastar temporariamente por problema de saúde, define a personagem como uma bandida simpática.

"É um personagem muito diferente do que eu costumo fazer. Ela vai por uma linha de humor que há tempos eu não fazia e tem uma maldade meio brincalhona", diz. "Eu não queria trazer as mesmas características da personagem da Laura. Então, eu trouxe um pouquinho de humor nela, um pouco de sensualidade. A Mocinha é um leque aberto. Ela tem tudo."

Sobre a vivacidade da personagem, Nívea destaca: "É muito bom mostrar uma mulher com 70 anos, com muita energia, sagacidade, inteligência, articulação. Mostra que a gente não é só aquela vovozinha que pega a criança no colo e tudo mais. Ela é colorida! É um personagem com vários tons."


Laura Cardoso e Nivea Maria
Laura Cardoso (à esq.)e Nivea Maria nos bastidores de 'Sol Nascente' - João Miguel Junior/Divulgação


A atriz, que ainda não sabe o destino de Mocinha, acredita num possível envolvimento amoroso da vilã com o empresário japonês Tanaka (Luis Mello).

"Acho que ele pode transformá-la, palpita. A entrada dessa personagem [Mocinha] na novela deu um plus à trama", completa.

Aos 54 anos de carreira e com os mais variados personagens no currículo, a veterana não faz diferença entre um e outro quando o assunto é a importância deles em sua vida.

"Todos os trabalhos são revigorantes para mim. Eu sempre procuro criar um personagem grande na história dele. Um protagonista de sua história. Sempre fiz isso. Então, é nesse ponto que ele é revigorante. É nesse ponto que eu conquisto essa longevidade da minha carreira. Faço qualquer personagem se tornar importante.


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem