Multitela

'Jules e Jim', o filme mais emblemático de Jeanne Moreau, está no Claro Vídeo

A atriz francesa Jeanne Moreau, morta nesta segunda (31) aos 89 anos, não era exatamente uma mulher bonita. Mas tinha uma fascínio difícil de descrever: é melhor conferir no longa que a tornou célebre mundialmente, "Jules e Jim - Uma Mulher para Dois" (1962), uma das obras-primas de François Truffaut (1932-1984).

Moreau interpreta Catherine, uma mulher disputada pelo francês Jim (Henri Serre) e o austríaco Jules (Oskar Werner). Em preto e branco, com um roteiro pouco convencional até para os dias de hoje e uma trilha que se tornou um standard do repertório em francês Le Tourbillon "Jules e Jim" é desses filmes incontornáveis, feito no auge da nouvelle vague.

A atriz, que já era famosa na França, tornou-se uma estrela global e teve uma carreira coroada. Filmou até no Brasil, sob a direção de Cacá Diegues em Joanna Francesa (1973). 

Claro Vídeo, 12 anos


ESPECIAL 1

O ator, dramaturgo e diretor americano Sam Shepard, que morreu na quinta (27), aos 73. Vários de seus trabalhos recentes estão disponíveis on-demand. "Bloodline", Netflix, 16 anos, "Álbum de Família".


NET NOW, R$ 5,90, 12 anos


ESPECIAL 2

O Discovery mal terminou sua Semana do Tubarão e o Nat  Geo Wild começa nesta terça (1°) um mês inteiro dedicado ao predador. São seis documentários, exibidos alternadamente de segunda a sexta. 

Nat Geo Wild, 20h30, 12 anos



SÉRIE - 'RAY DONAVAN' 

Liev  Schreiber foi indicado pela terceira vez ao Emmy de ator dramático por esta série, cuja quinta temporada estreia em agosto. Antes, a HBO Signature faz uma minimaratona com quatro episódios da quarta temporada. 

Liev Schreiber na série 'Ray Donavan'
Liev Schreiber na série 'Ray Donavan' - Divulgação

HBO Signature, a partir das 20h15, 16 anos

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem