Estilo

Candidata do Piauí vence Miss Brasil e se torna a terceira negra a obter título

Candidata do Estado do Piauí, Monalysa Alcântara, vence o concurso Miss Brasil Be Emotion 2017
Candidata do Estado do Piauí, Monalysa Alcântara, vence o concurso Miss Brasil Be Emotion 2017 - Cristina Novinsky-20.ago.2017/Futura Press/


A representante do Estado do Piauí Monalysa Alcântara foi a vencedora do Miss Brasil Be Emotion 2017. Ela é a terceira negra a receber o título na história do concurso brasileiro, marco que acontece pelo segundo ano consecutivo. Em 2016, a paranaense Raíssa Santana quebrou um jejum de 30 anos.

A vencedora de 2017 foi escolhida por maioria dos jurados --apenas um não deu o voto à candidata de Piauí. Em segundo lugar ficou Juliana Mueller, do Rio Grande do Sul e, na sequência, a candidata do Espírito Santo, Stephany Pim.

Na justificativa do voto, os jurados afirmaram que Monalysa foi a candidata que não apenas reuniu os quesitos essenciais do concurso, mas também foi a que mostrou mais brasilidade.

A vencedora, no entanto, ganhou atenção e foi aclamada pelo público ao falar sobre os desafios que enfrentou na vida e como precisou de determinação para vencer. Ela fez questão de dizer que é preciso combater preconceitos e o machismo.

"Sempre sonhei em dar voz as mulheres, numa sociedade marcada pelo machismo e preconceito. Agora vou ter chance de fazer isso", disse a nossa miss, que afirmou ter sofrido bullying na infância.

Segundo ela, o preconceito que sofreu a fez batalhar para "virar o jogo". Ela contou que mesmo num Estado como o Piauí, onde grande parte da população é negra, o preconceito racial é presente. "Senti isso na pele por ser uma mulher negra, mas quero lutar para quebrar esse preconceito."

Monalysa deixa a competição com alguns prêmios, além da faixa e da coroa de miss. Ela vai levar para casa um carro zero quilômetro, além de receber uma viagem para Dubai com acompanhante. Outro prêmio da jovem piauiense é um contrato publicitário no valor de R$ 100 mil.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem