Tony Goes

Não existe mais novela das nove de raiz: agora todas são Nutella

Um meme tomou de assalto as redes sociais nos últimos dias. De um lado, apresenta-se a versão de raiz de alguma coisa, pessoa ou profissão: sem frescura, confiável, eficaz. Do outro, a versão gourmetizada, vulgo "Nutella": cheia de mimimi, incompetente, desvirtuada.

A brincadeira serve para quase tudo. Entre os que já ganharam seu próprio raiz/Nutella estão jogadores de futebol, advogados, mães, avós, crianças, cachorros, fãs de séries de TV, roteadores e até mesmo a própria Nutella. Surgiu inclusive uma asquerosa iteração racista, que já está sendo investigada pelo Ministério Público.

Claro que o meme também funciona com o mais importante programa da televisão brasileira, a novela das 21h da Globo. Durante décadas a fio, ela dominou a audiência e se tornou um produto cultural de peso, preenchendo uma lacuna que o nosso cinema jamais conseguiu cobrir.


Só que, de uns anos para cá, a emissora tem encontrado uma certa dificuldade em emplacar um novo fenômeno. Os autores se revezam, as tramas se alternam entre urbanas e rurais, e ainda assim o público não parece mais tão interessado.

O resultado é que, não raro, as novelas globais das 18 e 19h têm alcançados índices mais altos que as das 21. Ao mesmo tempo, SBT e Record vêm fazendo avanços consideráveis sobre a seara da concorrente.

A que se deve isto? Talvez porque não existam mais as novelas das nove de raiz. Ou seja: com uma trama central forte e bem definida, histórias paralelas interessantes e/ou engraçadas, e não mais do que 40 personagens fixos. Os dramas refletiam problemas universais e cotidianos, e o tema de abertura invariavelmente se tornava um hit.

Já as novelas Nutella têm vergonha de serem novelas. Tentam se disfarçar de seriados americanos, e às vezes chupam deles situações inteiras. As tramas não têm pé nem cabeça (especialmente se forem policiais), os romances soam forçados, e ninguém se importa com o destino dos mais de 300 personagens.

As novelas de raiz geravam assunto todos os dias, e paravam o Brasil em seus últimos capítulos. As Nutella são totalmente ignoradas por quem tem menos de 20 anos de idade.

"Avenida Brasil" talvez tenha sido a última novela da Globo dessa faixa horária totalmente de raiz. Desde então, o canal tem servido um bufê de novelas Nutella: apesar de um ou outro momento roots, títulos como "Em Família", "Babilônia", "A Regra do Jogo" e "A Lei do Amor" se encaixam gostosamente na categoria do creme de chocolate com avelãs.


Mas fica a pergunta: será que ainda queremos ver uma novela das nove de raiz? Ou o tempo delas já passou e é melhor partir para outra?

Tony Goes

Tony Goes tem 56 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.blogspot.com

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem