Celebridades

Namorado desabafa após Marion Cotillard ser apontada como pivô de divórcio de Pitt e Jolie

O ator e diretor francês Guillaume Canet criticou o que chamou de "acusações estúpidas" da imprensa e o ódio de internautas contra sua namorada, a atriz Marion Cotillard, depois dos rumores sobre ela ter sido a causa do divórcio de Brad Pitt e Angelina Jolie.

De acordo com a coluna "Page Six" do tabloide americano "New York Post", Pitt e Cotillard teriam se envolvido durante as gravações do filme "Aliados", no qual são colegas de elenco. A atriz nega.

"Não costumo falar de minha vida particular, mas a necessidade de algumas pessoas que se dizem jornalistas e o ódio de alguns internautas que se sentem mais fortes atrás de seus computadores me levam a declarar o orgulho, amor, respeito e admiração que tenho por Marion", escreveu Canet em seu perfil do Instagram nesta sexta-feira (23).

"Ela segue forte e inteligente frente a todas estas acusações estúpidas e infundadas", completou.

A atriz francesa já desmentiu os rumores de que seria a causa da separação do casal Brangelina e ainda revelou que espera um segundo filho do namorado.

Jolie pediu divórcio do marido esta semana e buscará manter a guarda dos filhos, pondo fim a dois anos de casamento e 12 de união do casal que ficou conhecido como "Brangelina".

A atriz de 41 anos pediu a guarda dos seis filhos do casal, três dos quais são adotados, e solicitou ao juiz que regule as visitas de Brad Pitt. O casal se conheceu durante as filmagens de "Sr. e Sra. Smith", em 2003. 


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem