Celebridades

Katy Perry pode ir morar em antigo convento católico; entenda

Katy Perry pode ir morar em um convento. Parece notícia de 1º de abril, mas é verdade.

A cantora esteve envolvida em uma batalha judicial sobre a compra de um antigo convento católico, construído de forma similar a uma vila romana, que foi decidida nesta quarta-feira (13) por uma juíza da Califórnia.

A decisão judicial invalidou a venda da propriedade a uma restauradora, o que abriu caminho para que a diva pop o adquira.

A disputa imobiliária se arrastou por meses e envolveu um grupo de freiras, a arquidiocese e o antigo convento.

As Irmãs do Imaculado Coração de Maria, que já moraram no local, queriam vendê-lo a Dana Hollister, restauradora de Los Angeles. O objetivo da empresa era reformá-lo e transformá-lo em um hotel.

Katy, filha de pastores bprotestantes, também fez uma proposta de compra pela construção, mas para usá-la como residência.

A intérprete de "I Kissed a Girl" ofereceu US$ 14,5 milhões pela propriedade, mas as freiras preferiram aceitar a proposta de US$ 15,5 milhões da restauradora.

Só que o negócio acabou paralisado em junho do ano passado, quando a arquidiocese, que preferia negociar com a estrela da música, entrou com uma ação civil afirmando ter a palavra final a respeito do destino da propriedade.

Michael Hennigan, o advogado da arquidiocese, disse que a juíza Stephanie Bowick, do Supremo Tribunal da cidade, aprovou a moção da arquidiocese para impedir totalmente a venda a Dana.

Os advogados de Katy disseram em um comunicado que ficaram satisfeitos com o veredito e que ele abre caminho para a artista comprar o imóvel.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias