Celebridades

Letícia Spiller revela ter feito plástica nos seios e pálpebras

Aos 41 anos, Letícia Spiller está cada vez mais bonita e bem resolvida com sua aparência.

A atriz, que será a socialite Soraya em "I Love Paraisópolis" (Globo) revelou em entrevista ao "F5", na festa de lançamento da novela, que já passou por dois procedimentos estéticos: colocou silicone nos seios e fez uma blefaroplastia, cirurgia nas pálpebras inferiores.

"Coloquei prótese nos seios só depois que tive minha segunda filha, com 39 anos. E corrigi essa gordurinha embaixo dos olhos, que fotografava muito. Mas foi uma coisa muito sutil. Morro de medo de plástica, acho que [o médico] tem que ser alguém com uma visão muito delicada, para não tirar a expressão natural da pessoa", opinou.

Já Bruna Marquezine, que vive sua nora e protagonista da novela, ficou irritada quando questionada sobre o mesmo tema.

"Que pergunta!", se aborreceu Bruna, fechando a cara na hora. Desde o final do ano passado, a atriz exibe um nariz um pouquinho mais fino do que era antes. Mas não quer nem saber de admitir o procedimento. No evento, fez questão de falar apenas sobre a novela.

<> Galeria de Imagens
10393
Matéria importada do Spiffy News

A tranquilidade de Letícia Spiller com o assunto, ela própria justifica, é um dos benefícios da maturidade: "A experiência traz para a gente mais confiança e um discernimento, um aprimoramento", analisa. Além dos procedimentos estéticos, ela também é adepta de musculação, ioga e dança.

MÃE E SOGRA

Mãe na vida real de Pedro, 18, e Stella, 4, Letícia interpreta na ficção uma mãe que nada tem a ver com ela.

"Ela é uma mãe louca, coitada, nem sabe o que é amor de mãe", se diverte Letícia, cuja personagem vai fazer de tudo para separar o filho Benjamin (Maurício Destri) primeiro de Margot (Maria Casadevall) e depois de Marizete (Bruna Marquezine). "Ela odeia todas as namoradas dele, acha que ele tem que encontrar uma mulher como ela. Ela é totalmente louca, sem noção, toma um monte de remédios: remédio pra dormir, pra ir ao banheiro, antidepressivo".

Letícia ainda não passou pela experiência de ser sogra, mas acha que vai conseguir tirar de letra.

"O Pedro é um menino ótimo, nos damos muito bem. Ele é uma graça, é meu companheiro, é um menino do bem, tem muita luz e saúde. Só tenho a agradecer", elogiou. "Acho que vou lidar bem quando tiver uma norinha".

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias