Bichos

A história do gorila adotado por família britânica e criado como criança

Selo BBC Brasil

O povoado de Uley, no sul da Inglaterra, foi palco de uma insólita história nas primeiras décadas do século 20: lá, um gorila foi criado como uma criança.

Batizado de John Daniel, o primata foi adotado por Alyce Cunningham, depois de seu irmão tê-lo comprado pelo equivalente a R$ 1.200 em Londres. John Daniel foi vendido depois de ter ficado muito grande. O gorila morreu em 1922.

O caso foi revisitado por Margaret Groom, uma arquivista que publicou um livro sobre a história de Uley.

John Daniel foi adotado por Alyse Cunningham e viveu em sua casa de campo em Uley
John Daniel foi adotado por Alyse Cunningham e viveu em sua casa de campo em Uley - Arquivo de Uley

Impossível

Margaret encontrou uma série de fotos do gorila no arquivo público do vilarejo. A história incomum, segundo ela, mereceu sua inclusão no livro.

"Muita gente que toca no assunto não acredita que isso tenha realmente acontecido", disse a arquivista.

John Daniel foi capturado ainda filhote no Gabão, na África, e levado para Londres, onde o irmão de Alyce, Rupert Penny, viu o primata à venda em uma loja de departamentos.

Alyce apelidou o gorila de Sultão. De acordo com Margaret Groom, o primata foi criado como uma criança normal. Tinha seu próprio quarto e foi treinado para acender as luzes e usar o banheiro.

Gorila brincava com crianças e às vezes ia à escola com elas
Gorila brincava com crianças e às vezes ia à escola com elas - Arquivo de Uley

Moradores, aparentemente, foram bastante receptivos ao animal, que brincava com crianças —às vezes, ia à escola com elas, comia rosas e tomava chá.

Mas o gorila cresceu e Alyce não pôde mais cuidar dele. Sendo assim, em 1921 ela vendeu o animal para um americano. Pensou que ele fosse ser levado para uma casa de família na Flórida, mas John Daniel acabou no circo Barnum and Baileys, em Nova York.

A saúde do animal deteriorou e sua ex-dona recebeu relatos sobre a situação.

Alyce pegou uma navio para Nova York, mas John Daniel, então com quatro anos e meio, morreu de pneumonia antes de sua chegada. A vida do gorila fará parte de uma exibição em Uley este ano.

Crianças em Uley brincavam de transportar John Daniel em um carrinho de mão
Crianças em Uley brincavam de transportar John Daniel em um carrinho de mão - Arquivo de Uley


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem